CELEBRIDADES APLAUDEM CONDENAÇÃO DE EX-POLICIAL PELA MORTE DE GEORGE FLOYD!

    Celebridades e políticos rechearam as mídias sociais nesta terça-feira (20) com comentários emocionados tão logo saiu a sentença que condenou o ex-policial Derek Chauvin pela morte de George Floyd.

   Whoopi Goldberg, Kerry Washington, Chris Evans e Mariah Carey foram apenas alguns nomes que compartilharam suas opiniões no Twitter assim que o júri de Minneapolis deu o veredicto.

  Chauvin, 45 anos, foi considerado culpado de assassinato não intencional em segundo grau, assassinato em terceiro grau e homicídio culposo. A pena será anunciada em dois meses.

'  Barak e Michele Obama também divulgaram uma nota em conjunto na qual disseram que "por quase um ano, a morte de George Floyd sob o joelho de um policial reverberou em todo o mundo, inspirando murais e marchas. Mas uma questão mais básica sempre permaneceu: a justiça seria feita"?

  “Nesse caso, pelo menos, temos nossa resposta. Mas se formos honestos conosco mesmos, sabemos que a verdadeira justiça envolve muito mais do que um único veredicto em um único julgamento", completaram.

  Os dois pediram '"reformas concretas" no policiamento e a eliminação do preconceito racial do sistema de justiça criminal do país.

    O presidente Joe Biden e a vice, Kamala Harris, telefonaram para a família de Floyd. Biden prometeu trabalhar para aprovar leis que coibam a violência policial e o racismo.  

A atriz Sharon Stone escreveu em sua conta do Instagram: "obrigada por justiça".


O ex-agente assistia silenciosamente a leitura da sentença pelo tribunal do condado de Hennepin, onde os jurados passaram três semanas ouvindo depoimentos sobre a morte de Floyd, provocada por um golpe de Chauvin, durante uma ordem de prisão em 25 de maio de 2020.

    Do lado de fora, muitos aplausos foram dados pela multidão que se aglomerava no cruzamento da 38th com a Chicago, agora conhecida como George Floyd Square.

   Enquanto isso, Chauvin deixava o tribunal algemado.









ATIVISTA ANTICORRUPÇÃO RUSSO PRESO 'PODE MORRER A QUALQUER MOMENTO'

    O ativista russo de oposição Alexei Navalny pode "morrer a qualquer momento" e o presidente Joe Biden avisou Putin que "haverá consequências", caso ele venha a óbito na prisão em meio à greve de fome.

  Os líderes da União Europeia também disseram que poderão intensificar as sanções à Rússia, que acontecem desde o início de 2021 e vão discutir o assunto nesta segunda-feira (19).

  Um médico contratado pela família de Navalny disse que os resultados dos testes recebidos da prisão russa, onde o ativista está detido desde fevereiro, mostram níveis perigosos de potássio em seu sangue e sinais de insuficiência renal.

  "Nosso paciente pode morrer a qualquer momento", disse o médico.

  Navalny, 44 anos, está em greve de fome desde 31 de março porque diz que os guardas russos recusam o tratamento adequado para dores agudas nas costas e dormência nas pernas. Moscou rebate justificando que ele recebe cuidados adequados.

   Ativista anticorrupção, é considerado o crítico mais proeminente do presidente russo e foi preso pela primeira vez em janeiro quando retornou à Rússia após suspeita de envenenamento. 

  No mês seguinte, foi condenado a dois anos e meio devido a um antigo caso de peculato e transferido para uma colônia penal. 





A ELEGÂNCIA DE KATE MIDDLETON CHAMA A ATENÇÃO NO FUNERAL REAL!

   A elegância de Kate Middleton roubou a cena no funeral do príncipe Philip neste sábado (17), em Windsor, na Inglaterra.

 Ela usou uma gargantilha de pérolas da coleção pessoal da rainha Elizabeth.

  A mesma joia foi usada pela duquesa de Cambridge no jantar do 70º aniversário de casamento da rainha, em 2017, também no Castelo de Windsor, e pela princesa Diana, em 1982.    

  A história do colar remonta aos anos 1980. Como Diana adorava pérolas, a rainha o emprestou à princesa para usá-lo em um banquete em homenagem à visita da família real holandesa ao Reino Unido, um ano após o seu casamento com o príncipe Charles.

  A rainha pediu que o colar, com quatro fios e feixe central de diamante, fosse elaborado com as melhores pérolas cultivadas. A joia foi um presente do governo japonês. 

  A duquesa de Cambridge combinou o belo colar com brincos de diamante e pérola, também da coleção particular de sua sogra, que os ganhou do governante de Bahrein quando se casou com o príncipe Philip, em 1947.

  As joias ficaram perfeitas com o vestido preto e um chapéu de veludo de Philip Treacy.

  Embora Kate tenha participado de vários eventos da monarquia britânica ao longo dos últimos anos, a cerimônia deste sábado foi o primeiro funeral real ao qual ela compareceu.





O ADEUS SOLITÁRIO DA RAINHA ELIZABETH AO PRÍNCIPE PHILIP!

     Isolada na capela de St George, no Castelo de Windsor, a rainha Elizabeth acompanhou o enterro do príncipe Philip, com o qual viveu durante os últimos 73 anos. Ele completaria 100 anos em junho.

                                                                                           Fotos Reprodução

   A cerimônia aconteceu neste sábado (17), em Windsor, e durou 50 minutos. O cortejo foi acompanhado apenas pelos familiares, entre eles os irmãos William e Harry, que se reencontraram depois de um ano repleto de tumultos e mágoas recíprocas.

                                                                 Foto Reprodução

  Usando luto e máscaras, eles acompanharam o féretro no Land Rover, que o próprio príncipe Philip havia projetado para o seu enterro. Foram obedecidos todos os protocolos, os reais e os pandêmicos. 


  Estas imagens, talvez as mais espontâneas na vida da rainha nos últimos tempos, revelam a solidão real que pulsava em seu coração naquele momento.

  Quantas vezes ela não deve ter sorrido para as fotos, estraçalhada por dentro?

  Mas, agora, foi lhe permitida expressar a dor da separação do grande amor de sua vida e companheiro de todas as horas. O príncipe foi a sua força e sustentação, como como ela mesma disse no discurso quando completaram 50 anos de casados.  

 A monarca, de 94 anos, manteve-se distante dos familiares na capela pelos riscos do coronavírus e, talvez, também para mostrar aos súditos que ela tinha, sim, o direito de chorar, sozinha e em paz.

  As fotos da rainha Elizabeth neste 17 de abril de 2021 nos mostram que títulos, nobreza, dinheiro, dramas e poder não poupam nenhum ser humano da dor genuína do coração.

  Seja você um nobre ou um plebeu, a vida é apenas um rito de passagem, que começa e termina igual para todos. Nascemos sós e sozinhos também partimos.

   


ROMA TERÁ PRIMEIRO HOTEL DE LUXO DO ORIENT EXPRESS!

    A marca Orient Express, sinônimo de trens de luxo, vai estrear na hotelaria. O endereço escolhido é Roma. A inauguração está prevista para 2023.

  Os trens da Orient Express surgiram na Europa há 150 anos. Logo se tornaram um dos mais glamourosos meios de viajar e cenários de grandes filmes de cinema.

  A marca, que hoje pertence ao portfólio da Accor, escolheu o centro histórico da capital italiana para o seu primeiro empreendimento da coleção de hotéis.

   O endereço será a Piazza de la Minerva, no bairro Pantheon, em frente a um obelisco egípcio do escultor Bernini.

   O novo hotel vai ocupar o antigo Palazzo Fonseca, do século 17, construído por uma família aristocrática. O local foi inaugurado como hotel no início do século 19, antes de receber o nome de Grand Hotel de la Minerva, em 1832.

  O hotel hoje tem um lobby decorado com colunas e esculturas de Rinaldo Rinaldi, além de um terraço panorâmico de onde dá para se avistar a cúpula do Panteão e o telhado de Quirinal. 

   Durante dois séculos os maiores viajantes ocuparam os quartos do hotel histórico. Foi igualmente frequentado por jovens aristocráticos, assim como apreciadores da arte, colecionadores e intelectuais.

   "Nos últimos 150 anos, o Orient Express tem exaltado a arte de viajar com seus trens de luxo, suas experiências únicas e coleções de objetos raros", diz Guillaune de Saint Lager, vice-presidente do Orient Express.




.


PFIZER DEFENDE UMA TERCEIRA DOSE DE SUA VACINA!

   A Pfizer acredita que talvez seja necessária uma terceira dose da vacina contra a covid-19, provavelmente entre seis e 12 meses a partir da segunda injeção.

  A afirmação foi feita pelo CEO da gigante farmacêutica, Albert Bourla, nesta quinta-feira (15).

  "Um cenário provável é que haja necessidade de uma terceira dose e a partir daí haverá uma revacinação anual, mas tudo isso precisa ainda ser confirmado", disse.

   Bourla observou que as variantes também desempenharão um papel fundamental.

  No início de abril, a Pfizer e a BioNTech revelaram que a vacina tem 91% de eficácia por pelo menos seis meses.  

   A Moderna informou que também pretende oferecer uma dose de reforço, que seria a terceira, e que estará disponível no outono do Hemisfério Norte (entre outubro e dezembro). 

RASTREAMENTO

  Os Estados Unidos estão verificando infecções em pessoas que foram vacinadas, segundo Rochelle Walensky, diretora dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças do país.

   Ela afirmou que de 77 milhões de pessoas vacinadas nos EUA, 5,8 mil tiveram infecções repentinas, 396 delas precisaram de hospitalização e 74 morreram.

  Na avaliação de Rochelle, algumas dessas infecções ocorreram porque a pessoa vacinada não apresentou forte resposta imunológica.

  Porém, a preocupação dos cientistas é que alguns casos possam estar ocorrendo em pessoas infectadas por variantes do vírus bem mais contagiosas.

  Nesta semana, as autoridades de saúde dos EUA pausaram a aplicação da vacina da Johnson & Johnson, após informações de coágulos sanguíneos em pessoas vacinadas.

   Na verdade, tudo o que se relaciona à covid-19 ainda está em fase experimental. E por um motivo muito simples: não houve tempo hábil para estudos mais amplos sobre as respostas do organismo humano às vacinas.  




ERA UMA VEZ EM HOLLYWOOD: CINEMA ICÔNICO DE LOS ANGELES FECHA AS PORTAS!

 

   Nem a terra do cinema resiste aos efeitos da pandemia: o Cinerama Dome, em Hollywood e um dos mais famosos de Los Angeles, anunciou que encerrará definitivamente suas atividades.

  O grupo Pacific Theatres disse que, além do seu carro-chefe, outros 15 também fecharão justamente na cidade considerada o centro global da indústria cinematográfica.

 “Depois de fecharmos nossas portas há mais de um ano, hoje devemos compartilhar a difícil e triste notícia de que a Pacific não vai reabrir seus cinemas ArcLight e os teatros do Pacífic”, disse a empresa privada em um comunicado.

  A notícia mobilizou e entristeceu os americanos nas mídias sociais. Alguns foram ao Twitter pedir a estrelas, como Brad Pitt e Quentin Tarantino que comprassem o cinema para o livrarem do fechamento.

    Construído em 1963, o Cinerama Dome foi cenário de estreias de muitos filmes e eventos glamourosos de tapete vermelho.

   Em 1998, foi declarado monumento histórico e recebeu uma homenagem do diretor Quentin Tarantino no longa Era uma vez em Hollywood.

  Também será fechado permanentemente um cinema com 14 salas no Grove, sofisticado shopping de Los Angeles, e outras 12 salas em Santa Mônica, que foram inauguradas há seis anos, informa a agência Reuters.

  Os cinemas de Los Angeles - o maior mercado do setor nos Estados Unidos - puderam reabrir com capacidade limitada em meados de março.

  O governador da Califórnia, Gavin Newsom disse na semana passada que os limites de capacidade seriam suspensos até 15 de junho em todas as empresas, caso as campanhas de vacinações fossem aceleradas e as internações hospitalares se mantivessem estáveis. 

   Mas os empresários não conseguem mais esperar.

   “Esse não era o resultado que ninguém queria. Apesar de um grande esforço que esgotou todas as opções possíveis, a empresa não tem um caminho viável a seguir”, afirmou o grupo Pacific.