MARCAS DO TEMPO

19.9.14 Simone Galib 0 Comments

O Pocket Watch 3 Days Oro Rosso, edição limitada                                                      fotos Divulgação                                                    


 Os loucos por relógios vão adorar. Depois de passar por Paris, Milão, Madri, Hong Kong e Cingapura, a instalação The Face of the Timecriada pela Officine Panerai, chega a São Paulo, em outubro, para mostrar as peças exclusivas da tradicional fabricante italiana de alta relojoaria. O Shopping JK Iguatemi, onde está também a boutique da marca, vai sediar a mostra da Panerai, que se destaca pela originalidade do design italiano aliado a excelência da manufatura suíça, aliás, o melhor dos dois mundos. 
  Os visitantes terão oportunidade de conhecer modelos inéditos e peças exclusivas, como o Pocket Watch 3 Days Oro Rosso, em ouro vermelho, de edição limitada de apenas 50 unidades para todo o mundo; o Radiomir 1940 3 Days, que faz parte da coleção histórica, ou o inusitado Luminor 1950 Chrono Monopulsante Left-Handed 8 Days Titanio, uma versão inédita para canhotos. Tudo acompanhado por um mestre relojoeiro!
 O nome da exibição remete ao design marcante das caixas e mostradores dos relógios Panerai, que os tornaram inconfundíveis no ranking das casas relojoeiras e que permanecem originais desde 1938. A marca tem uma estética elegante, que conjuga expressão de funcionalidade e simplicidade.
 
A instalação, que já rodou o mundo, chega a São Paulo em outubro
  O projeto da instalação é também uma obra de design. Nela, os visitantes percorrerão um circuito em uma descontraída imersão pela história da marca, por meio de imagens e da exibição de relógios de edições exclusivas, como os históricos Radiomir, de 1936, e Luminor, criado em 1950, ambos produzidos para a Marinha Real Italiana e mantidos em segredo militar por décadas. Só surgiram oficialmente no mercado no início dos anos 1990, tornando-se rapidamente ícones da alta relojoaria.
Relógios criados na década de 30
 

  Diferente de outras marcas da alta relojoaria, a Officine Panerai é italiana. Une o clássico design à refinada técnica da manufatura suíça – sua fábrica fica em Neuchâtel, na Suíça, onde a marca desenvolve e produz seus próprios calibres. Hoje, tem 64 boutiques no mundo, incluindo sua primeira e única no Brasil, inaugurada em julho de 2012, no Shopping JK Iguatemi, projetada em clássico estilo italiano e inspirada no universo náutico.

EXPOSIÇÃO: THE FACE OF TIME – OFFICINE PANERAI
Shopping JK Iguatemi – Piso Térreo
Av. Juscelino Kubitscheck, 2.041 – São Paulo
De 9 a 29 de outubro de 2014
De segunda a sábado, das 10h às 22h e domingo, das 14h às 20h
ENTRADA: gratuita

  

OS PRAZERES DA FRANÇA

18.9.14 Simone Galib 0 Comments




   Unir arte, moda, design e gastronomia é uma das tendências internacionais mais fortes, presente nos melhores hotéis do mundo e agora também nas grandes lojas de departamento. A Galeries Lafayette, uma das mais famosas da França e que reúne todos os elementos do savoir-vivre francês, acaba de estrear na Maison, seu prédio dedicado à decoração e bem-estar, espaços voltados à gastronomia, aliás, uma arte que os franceses dominam como poucos. O novo espaço foi batizado de Lafayette Maison et Gourmet.
  Além de produtos para casa e bem-estar – maravilhosos, por sinal – podemos encontrar neste templo de consumo, com cinco pisos, vinhos e outras bebidas, uma mercearia e novos estandes com produtos gastronômicos para degustação no local ou para viagem. Os gourmets vão, literalmente, enlouquecer.
Cada andar tem uma decoração específica, para atrair não apenas o paladar, mas todos os sentidos. No subsolo, o projeto lembra uma aldeia com seus açougues, casas de frios e mercearias, cujo conceito é L´Art de Faire son Marché (a arte de fazer a sua feira).    Ao chegar ao térreo, apague da mente seus eventuais conflitos com a balança. Sim, porque ali está a L´Árt de Déguster (a arte da degustação), que reúne alguns dos melhores nomes da gastronomia étnica e francesa (olha que não são poucos), assim como dos maiores chocolatiers. Hummm!

ARTE E CULINÁRIA

  Gosta de cozinhar? Então, suba ao primeiro andar e conheça o ambiente L´Art de Cuisiner (a arte de cozinhar), com uma cozinha móvel no piso exclusivo de vinhos e bebidas alcoólicas. No segundo, você pode agendar uma aula com o estrelado chef Alain Ducasse e também será instalado ali o espaço L´Art de Recevoir (a arte de receber). No terceiro piso, focado em moda para a casa, haverá o L´Art de se Ressourcer (a arte de relaxar). Aliás, algo estratégico imprescindível depois desse verdadeiro tour pelo universo de grandes objetos de desejo. Afinal, ninguém é de ferro!

TRÈS CHIC

Com 120 anos de tradição, a Galeries Lafayette foi inaugurada em 1894 no Boulevard Haussmann. Hoje, é sinônimo de estilo parisiense e de muita elegância à francesa. Primeira loja de departamentos da Europa, que ocupa 70 mil m² em três edifícios, recebe atualmente cerca de 100 mil visitantes por dia, sendo o segundo lugar mais visitado de Paris depois do Museu do Louvre. Não por acaso seu slogan é La ModeVit Plus Fort (a moda vive mais forte).
Só para se ter uma leve ideia, dedica 15 mil m² à moda, com 3,5 mil marcas, das mais acessíveis às grifes mais desejadas do mundo fashion, como Louis Vuitton, Chanel, Prada, Gucci, Burberry, Balenciaga, MiuMiu, M.A.C, Lancôme, Dior e Sisley. A todos os clientes, oferece serviços sob medida de alta qualidade, que inclui personal shoppers e atendentes que falam português. Tem ainda salões privativos, entrega de compras no hotel e orientação no serviço de reembolso de impostos (12%). É ou não para enlouquecer?


0 comentários:

A PODEROSA PRIMEIRA CLASSE DA EMIRATES

17.9.14 Simone Galib 0 Comments

No espelho do toucador: as suítes têm penteadeira, iluminação especial e bar privativo


   Nada como viajar de primeira classe, ainda mais se for pela Emirates, companhia aérea cheia de estilo, toda hi tech e que conecta o Brasil a mais de 140 destinos no mundo. Então, fique de olho porque há duas boas promoções: passageiros que comprarem bilhete na executiva ganham up grade para a first class ou poderão levar um acompanhante, também em classe executiva, pagando apenas as taxas. Mas é preciso reservar e emitir os bilhetes neste mês de setembro, até o dia 26, e viajar de 1º de outubro a 30 de novembro. Elas valem para todos os lugares operados pela companhia, exceto para Dubai.

  Para se ter uma ideia, você pode viajar, com um acompanhante na executiva, do Rio de Janeiro para as ilhas Maldivas por R$ 28,6 mil e para Seaul, por R$ 25,7 mil. Ou de São Paulo para Bancoc por R$ 20,7 mil; para Cingapura, por R$ 25,6 mil; ou para Kuala Lumpur, por R$ 24,7 mil. Voe com um acompanhante em classe executiva do Rio de Janeiro para Maldivas por R$ 28.657,00; para Seul por R$ 25.795,00; para Jacarta por R$ 25.272,00.
 Ou de São Paulo para Bangcoc por R$ 20.713,00; para Cingapura por R$ 25.642,00; ou para Kuala Lumpur por R$ 24.720,00. Tarifas com up grade automático para a primeira classe, saindo do Rio para Bangcoc saem por R$ 23,7 mil e para Buenos Aires, por R$ 3,3 mil. E de São Paulo para Hong Kong, por R$ 24,3 mil. Se quiser ir a Tóquio, o preço é de R$ 22,7 mil.

SUPER CONFORTO
As classes Premium da Emirates são, de fato, incríveis e cheias de conforto, o que é fundamental, especialmente para voos mais longos. Na first class, existem as famosas suítes privativas, em rotas operadas pelo A380 e o Boeing 777 (de dois andares). Cada uma delas é totalmente equipada com porta de correr, minibar pessoal, além de penteadeira, espelho, guarda-roupa e divisória privativa.

O shower spa com produtos refinados 

Como se não bastasse, há ainda o shower spa para um bom banho com sistema de ducha e pia de mármore, roupas de cama requintadas e produtos de primeira linha para manter a beleza em dia. O sistema de entretenimento de bordo Ice oferece até 1.800 canais de filmes, programas de TV, shows, música e jogos em diversas línguas. E tem ainda um lounge, onde pode se interagir durante o voo. Os passageiros também podem aproveitar o serviço de motorista particular em mais de 70 cidades em todo o mundo. Na executiva, as poltronas são totalmente reclináveis e se transformam em camas de até 2 metros de comprimento, além de terem fonte de energia para uso de laptops e uma mesa grande de trabalho.
 
Na executiva, o passageiro pode trabalhar e também relaxar a bordo
O bar lounge: ótimo espaço para boas conversas e drinks

 A empresa iniciou seus voos no Brasil em outubro de 2007, com serviço sem escalas entre São Paulo e Dubai. Em 3 de janeiro de 2012, passou a voar entre o Rio de Janeiro e Dubai com extensão para Buenos Aires. Ambas as rotas são operadas pelos modernos Boeing 777. As reservas também podem ser feitas pela internet.
Boa viagem!









0 comentários:

AIR FRANCE CANCELA VOOS

15.9.14 Simone Galib 0 Comments




A Air France cancelou inúmeros voos, inclusive os que partem do Brasil, em função da greve dos pilotos que foi deflagrada nesta segunda (15). A companhia aérea reitera aos clientes que reservaram voos entre 15 e 22 de setembro para adiar a viagem ou alterar os bilhetes gratuitamente. Ela prevê oferecer apenas 48% dos seus voos nesta segunda-feira (15), informando que a taxa de adesão é de 60% dos pilotos no primeiro dia da paralisação. A companhia aérea lamenta a situação e diz ainda que “está fazendo todos os esforços para minimizar os inconvenientes aos seus clientes”. Acrescenta que 7 mil funcionários estão sendo mobilizados, mas que interrupções e atrasos podem ocorrer.
A companhia aérea francesa recomenda que o passageiro confira 24 horas antes da viagem a condição do seu voo nos sites http://www.airfrance.com.br/ e mobile.airfrance.com.br (aplicativo Air France disponível para iPhone, Android e Windows   Phone BlackBerry).

Os clientes podem adiar a viagem entre os dias 23 e 30 de setembro deste ano, sem custo adicional, alterando a reserva, que está sujeita à disponibilidade. Para os clientes cujos voos foram cancelados, o bilhete será devolvido na íntegra, sem qualquer custo. Os passageiros ainda podem receber um crédito válido por um ano na Air France ou KLM em caso de adiamento da viagem depois de 30 de setembro, mudança de destino ou ponto de partida e cancelamento. Para solicitar entre em contato com sua agência de viagens ou por meio do site da companhia. Acesse www.airfrance.com.br em “Exibir/reservas de mudança. Você pode se informar ainda pelo Twitter @Airfrance ou Facebook.com/airfrance  


VOOS CANCELADOS ENTRE SÃO PAULO E PARIS

 15/09: AF 456 Paris-São Paulo que partiria hoje às 10h30 do Aeroporto Paris-Charles de Gaulle

 15/09: AF 459 São Paulo- Paris que partiria hoje do Aeroporto de Guarulhos às 19h10

 15/09: AF 454 Paris-São Paulo que partiria hoje às 23h30 do Aeroporto Paris-Charles de Gaulle

 16/09: AF 457 São Paulo-Paris que partiria amanhã do Aeroporto de Guarulhos às 15h40

 16/09: AF 456 Paris-São Paulo que partiria amanhã às 10h30 do Aeroporto Paris-Charles de Gaulle

16/09: AF 459 São Paulo- Paris que partiria amanhã do Aeroporto de Guarulhos às 19h10

16/09: AF 454 Paris-São Paulo que partiria amanhã às 23h30 do Aeroporto Paris-Charles de Gaulle

17/09: AF 457 São Paulo-Paris que partiria dia 17/9 do Aeroporto de Guarulhos às 15h40

                 ENTRE RIO DE JANEIRO E PARIS

 16/09: AF 442 Paris-Rio de Janeiro que partiria amanhã às 23h25 do Aeroporto Paris-Charles de Gaulle


17/09: AF 443 Rio de Janeiro-Paris que partiria 17/09 do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro - Galeão às 16h20
  
ENTRE BRASÍLIA E PARIS

  15/09: AF 520 Paris-Brasília que partiria hoje do Aeroporto Paris-Charles de Gaulle às 13h30

 15/09: AF515 Brasília-Paris que partiria hoje do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitscheck às 22h40

Central de Reservas Air France:
Capitais e regiões metropolitanas: 4003-9955
Demais localidades: 0800 888 9955


0 comentários:

AS MAIS INCRÍVEIS CIDADES ENTRE MUROS

10.9.14 Simone Galib 0 Comments


 As muralhas hoje estão incorporadas aos cenários urbanos e turísticos de vários países. Elas foram palcos de histórias de grandes civilizações, guerras, tragédias e histórias de amor.

 Conheça 12 cidades com muros milenares, todos considerados patrimônios mundiais da Unesco.

DUBROVNIK, CROÁCIA

  Passaram-se os séculos e Dubrovnik, no mar Adriático, não sai de cena. serviu recentemente para as filmagens de Games of Throne, seriado que fez sucesso no mundo inteiro, conquistando milhares de fãs. Na ficção, representou a capital fictícia dos Sete Reinos e foi cenário de batalhas épicas.

 Na vida real, continua rodeada de muralhas e fortificações: seus muros estão entre os mais preservados da Europa, alguns com até 25 metros de altura. Construídos entre os séculos 8 e 16, eles sobreviveram a guerras e invasões. Além de todo esse clima medieval, tem praias paradisíacas.


CARCASSONNE, FRANÇA

                                                                       FOTOS DIVULGAÇÃO
Localizada no sul da França, quase na fronteira com a Espanha e com cerca de 45 mil habitantes, é uma fantástica cidade medieval e a maior murada da Europa.

. Foi defendida na Idade Média por um imponente conjunto de fortificações e combina o traçado irregular de ruas estreitas com toda a imponência de um castelo, com 59 torres,,construídas entre os séculos 9 e 10 em função de ataques dos vikings.

 No século 19, passou por uma restauração que a,deixou com uma característica única. Toda iluminada à noite, parece ter saído de um conto de fadas.  
 

ÓBIDOS, PORTUGAL

   Uma boas surpresas de Portugal –assim é Óbidos. Já na entrada, o primeiro impacto: é preciso passar pela Porta da Vila (século 12), revestida de azulejos azuis e brancos, que mostram a Paixão de Cristo.

 Na cidadezinha medieval, a 80 km de Lisboa, passaram romanos, mouros e visigodos. Ficou também conhecida como o “presente das rainhas”, pois fez parte do dote de muitas delas.

 Sua principal atração é o Castelo de Óbidos (século 13), considerado uma das sete maravilhas de Portugal. Hoje, funciona como pousada.

ÉVORA, PORTUGAL  


 Évora, o único destino português entre as cidades europeias mais antigas, é uma cidade-museu. Sua construção começou no século 14 e obra perdurou até ao reinado de Fernando 1º

 Ao longo dos séculos, a cidade enfrentou novos períodos de conflitos e invasões. Sua arquitetura mistura diversos estilos: romano, islâmico, gótico e maneirista, entre outros. 

YORK, INGLATERRA


  Fundada pelos romanos, conquistada pelos anglos, capturada pelos vikings e incorporada ao reino da Inglaterra em 954, York tem quase 2 mil anos de história.

  Localizada no norte da Inglaterra, abriga a maior catedral gótica da Europa, a York Minster, que levou 250 anos para ser concluída. Suas muralhas foram erguidas entre os séculos 12 e 14.

  Hoje, é possível admirar a cidade com a vista panorâmica dos muros, que têm espaços abertos para caminhadas.


SVETI STEFAN, MONTENEGRO


 Montenegro é considerado a pérola do Mediterrâneo, e a cidade Sveti Stefan, que já foi uma modesta vila do século 15, se tornou reduto de celebridades, como Marilyn Monroe e Sophia Loren nos anos 1960. 

 Em 2009, foi transformada em um hotel do exclusivo grupo Aman Resorts. Suas muralhas, que datam do século 15, protegem uma bela igreja e dezenas de casas de pedra calcária, onde está o hotel.

CARTAGENA, COLÔMBIA

  Uma das cidades mais emblemáticas do país, banhada pelo mar do Caribe, é point de intelectuais do mundo inteiro. Foi fundada em 1533 pelos espanhóis, que a fortificaram com uma muralha de 8 km, para espantar inimigos interessados no rico comércio local.

  Hoje, é possível caminhar pelos muros e avistar de cima o mar e também a parte moderna da cidade. Além do charme histórico, Cartagena tem atrações, como a casa do escritor Gabriel García Márquez, e praias deliciosas.

FEZ, MARROCOS


  Situada no centro-norte do país, a 87 km da capital Casablanca, essa cidade medieval e islâmica, com cerca de 950 mil habitantes, tem 785 mesquitas, sendo considerada a mais antiga das quatro cidades imperiais do país.

  Fundada em 808, abriga a maior zona urbana do mundo sem carros, com centenas de ruelas estreitas. Embora tenha sido construída uma área moderna, chamada de Ville Nouvelle, é nas medinas (os antigos centros comerciais e residenciais emuralhados) onde pulsa a alma da cidade. Há os souks (mercados), forrados de especiarias, tecidos, doces, artesanatos e cerâmicas.


ISTAMBUL, TURQUIA


   A maior cidade do país é um mosaico de várias civilizações. Suas memórias, de três impérios, estão por toda a parte, principalmente nas muralhas, que têm 6 metros de comprimento e vários portões, que emolduram parte da orla.

  Mas há também o lado cosmopolita cidade, com seus shoppings, hotéis super luxo, grifes internacionais e iates à beira-mar. Pena que o país atravessa hoje um difícil momento político, que já está afetando o turismo. 

CIDADE PROIBIDA, CHINA


 Localizada no centro antigo de Pequim, serviu como residência do imperador por cinco séculos, e foi assim batizada porque a ela só tinham acesso os representantes do império.

 Os quatro cantos da muralha têm torres com belos telhados ornamentados, de arquitetura chinesa clássica. A muralha e os prédios da cidade foram construídos com os preceitos da arte milenar do feng shui, para atrair bons fluídos com a disposição correta das construções e objetos.

HUÉ, VIETNÃ


 É uma combinação de monumentos, templos, palácios, mausoléus e jardins de arquitetura histórica. Sua fortaleza, com mais de 5 km, se estende às margens do rio Song Huong (rio dos Perfumes).

 Com cerca de 340 mil habitantes, a cidade tem diversas atrações, como o mercado de Dong Ba, passeios de barco e bons restaurantes de cozinha típica.

JODHPUR, ÍNDIA


  Essa cidade de 1459 é hoje um dos destinos turísticos mais famosos do Rajastão. Com palácios, templos grandiosos e paisagens desérticas, tem uma muralha que protege suas casas e lojas de fachada azul.

 O clima é agradável durante todo o ano. É também famosa pelo comércio de móveis e tapetes.




O UNIVERSO MÁGICO DE DALÍ

8.9.14 Simone Galib 1 Comments


 
A tela Máxima Velocidade da Madona de Rafael, 1954

  Mergulhe em um universo onírico, simbólico e cheio de fantasias. Onde? Vem aí uma super mostra do grande mestre do surrealismo, que promete fazer sucesso na temporada de artes plásticas de São Paulo. O Instituto Tomie Ohtake traz para a sua sede, em outubro, a maior retrospectiva do pintor Salvador Dalí (1904-1989) já realizada no país. Além dos trabalhos já expostos no Rio, a exposição paulista terá cinco novas obras que vieram da Fundação Gala-Salvador Dalí e mais duas do Museu Reina Sofia, que detêm 90% dos trabalhos expostos.

O público poderá ver o valioso e pequeno óleo sobre madeira, batizado de O espectro do sex-appeal (1934). Ele tem o tamanho de meia folha de papel, atribui-se à pequena pintura a forma como Dalí plasmou, de modo concreto, o temor pela sexualidade. Há ainda Desnudo (1924), que pertenceu a Federico García Lorca, Homem com a cabeça cheia de nuvens (1936), com referência explícita a René Magritte e O piano surrealista (1937), fruto de sua colaboração com os Irmãos Marx.
 
O mestre do surrealismo Salvador Dalí, Paris            Associated Press
A retrospectiva de Dalí, com curadoria de Montse Aguer, diretora do Centro de Estudos Dalinianos da Fundação Gala-Dalí, vem com 24 pinturas, 135 trabalhos, entre desenhos e gravuras, 40 documentos, 15 fotografias e quatro filmes. O espectador terá contato com a produção de Dalí desde os anos 1920 até seus últimos trabalhos. O conjunto da obra traz uma clara percepção da evolução do trabalho de Dalí, não só técnica, mas também de suas influências, recursos temáticos, referências ideológicas e muitos simbolismos.

Figuras deitadas na areia, 1926
Poderão ser vistas, por exemplo as telas do período de sua formação como pintor - como Retrato de meu pai e Casa de Es Llaner, de 1920; Retrato de minha irmã, de 1925, e Autorretrato cubista, de 1926. Essas pinturas, além de marcarem o início da pesquisa de Dalí, também, revelam a instigante produção de retratos, que, em suas diferentes interpretações e abordagens, acompanham a metamorfose de um trabalho marcado pelo questionamento sobre a realidade.

 A fase surrealista, que deu fama mundial ao artista catalão, será
retratada em telas que apresentam seu método paranóico-crítico de representação, com obras muito significativas, como O Sentimento de Velocidade (1931), Monumento imperial à mulher-menina (1929), Figura e drapeado em uma paisagem (1935) e Paisagem pagã média (1937).

O mundo de Dalí: composição surrealista, com figuras oníricas

DALÍ NO CINEMA

Mas, tem também cinema. Os filmes O cão andaluz (1929) e A idade do ouro (1930), codirigidos por Salvador Dalí e Luís Buñel, e Quando fala o coração (1945), de Alfred Hitchcock, cujas cenas do sonho foram desenhadas pelo artista serão exibidos. Além disso, duas mostras acontecem em paralelo à exposição: a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em outubro, que exibirá os filmes O cão andaluz (1929) e A idade do ouro (1930), em suas versões integrais. O Museu da Imagem e do Som (MIS) organizará a mostra Surrealismo no Cinema, entre os dias 16 e 21 de dezembro.


SURREALISMO NA LITERATURA

O acervo traz ainda documentos e livros da biblioteca particular de Dalí, que dialogam com as pinturas. É o caso dos títulos Imaculada Conceição (1930), de André Breton e Paul Eluard, e Onan (1934), de Georges Hugnet. E mais: há ilustrações feitas para os clássicos da literatura mundial, como Dom Quixote de La Mancha, de Miguel de Cervantes, e Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carrol. Merecem ainda destaque os desenhos que ilustram o livro Cantos de Maldoror (1869), de Isidore Lucien Ducasse (mais conhecido como Conde de Lautréamont), autor de grande referência entre os jovens surrealistas. É possível reconhecer nesses desenhos, por exemplo, as muitas figuras recorrentes na obra de Dalí, como objetos cortantes, muletas, corpos mutilados etc. Eliane Robert Moraes, em texto que acompanha o catálogo da exposição, diz que, movidos por uma crescente revolta pós-guerra, esses artistas “viram na violência poética de Ducasse uma alternativa para seus dilemas estéticos e existenciais”. E acrescenta: “Queremos mostrar o Dalí surrealista, mas também aquele que se antecipa ao seu tempo, que é audacioso, que defende a liberdade de imaginação do artista em sua própria criação. 

Para trazer o acervo ao Brasil, o Instituto Tomie Ohtake participou de uma longa negociação com os museus envolvidos. “Foram cinco anos de muitas tentativas e conversas com os detentores das grandes coleções de Dalí, para se concretizar as exposições do artista no Brasil, pela primeira vez com pinturas, e com maior concentração na fase surrealista”, diz Ricardo Ohtake, presidente da instituição.

Nã dá para perder! E ainda por cima a entrada é franca!



Instituto Tomie Ohtake
Exposição: Salvador Dalí
De 19 de outubro a 11 de janeiro de 2015
de terça a domingo, das 11h às 20h
Av. Faria Lima 201  tel. 11 2245 1900

Entrada franca 

1 comentários: