AGENCIA DE NOTÍCIAS RECEBE CRÍTICAS PELO TRATAMENTO A AMAL CLOONEY

30.8.15 Simone Galib 0 Comments



   
 A Associeted Press, respeitada agência de notícias, ficou neste domingo (30) no meio do fogo cruzado e recebeu várias críticas nas mídias sociais por ter se referido em um twiiter a Amal Clooney como mulher do ator George Clooney, em vez de advogada, em uma matéria sobre um processo judicial em que ela estava atuando neste fim de semana.

 O processo diz respeito a três jornalistas da Al Jazeera, que foram condenados por “divulgar notícias falsas” e sentenciados à prisão no Egito. A forma como a agência se referiu à advogada provocou inúmeras manifestações no próprio Twitter, que defenderam o currículo da senhora Clooney, conquistado por ela muito antes do casamento.


 Amal Clooney é uma advogada respeitada e especializada em direitos humanos. Ela cursou direito na Universidade de Oxford e fez pós-graduação na Faculdade de Direito de Nova York. Já trabalhou para a ONU, contribuiu para livros sobre direito penal internacional e lecionou em prestigiadas escolas de direito, diziam alguns tuítes.
  
 Não é a primeira vez que acontece este tipo de situação. Desde que casou com o ator, em 2014, alguns meios de comunicação têm sido criticados pela postura “sexista” ao se referir à experiente advogada somente como a mulher de George Clooney. Ou seja, tudo que ela fez até agora em sua carreira foi reduzido ao status do relacionamento conjugal.  

Mas, a doutora Amal Clooney não perde a pose e mantém a postura profissional. Em janeiro deste ano, quando um jornalista lhe perguntou qual o designer de moda que assinaria a sua roupa em um processo judicial, ela respondeu: “Ede & Ravenscroft, o alfaiate que faz as vestes judiciais para os advogados.”

E fim de conversa, porque a celebridade é o George!

                                                                          

0 comentários: