RESTAURANTE EM CIMA DA ÁRVORE FAZ SUCESSO EM RESORT DE LUXO

27.11.15 Simone Galib 0 Comments


  
   Imagine jantar em um restaurante que fica na copa de uma árvore? Ou se preferir outro tipo de cenário, tão inusitado quanto, pode optar pelo camarote flutuante sobre palafitas de um manguezal, mas tudo com cardápio cinco estrelas, preparado por renomados chefs.

 Essas incríveis experiências podem ser vivenciadas no Soneva Kiri, o resort eco friendly, na ilha de Koh Kood, na Tailândia, cujo acesso é feito apenas de jato particular do próprio hotel. O serviço diferenciado já começa no Aeroporto Internacional de Bancoc, onde o hóspede é recepcionado por um funcionário do staff que o acomoda no lounge first class, enquanto faz o check in aéreo e do próprio resort. Nada mal, hein?

São apenas 45 minutos de voo até a ilha de Koh Kood e cinco minutos de lancha da pista ao píer desse privilegiado refúgio. Uma vez em terra firme, ele será conduzido pelo seu mordomo particular a uma das 27 villas, com piscina de borda infinita e solarium. Bikes e carrinhos de golfe também ficam à disposição para que circule livremente pelos jardins perfumados de cidreira, as praias, o spa, os 8 bares e restaurantes.


GASTRONOMIA DIFERENCIADA
  
 A gastronomia é um capítulo à parte – e muito importante – no resort. Tanto que eles acabam de contratar o experiente chef Vladimir Scanu, que ganhou uma estrela do Michelin aos 21 anos, e tem vasta experiência em turismo e culinária de luxo. Mas, o melhor de tudo mesmo são os restaurantes, não apenas pelo cardápio, que muda diariamente.


  O Benz, por exemplo, fica sobre palafitas em um manguezal. O The View é um camarote de frente às águas azul turquesa do golfo da Tailândia, com menu de bistrô moderno.

 Porém, o mais surpreendente é o Tree Pod Dining, um casulo de madeira e fibras, pendurado na copa de uma árvore, a 5 metros do chão, onde o garçom serve o cliente deslizando por uma tirolesa. Tem ainda pavilhão de queijos, uma sorveteria e uma chocolateria.


 Além de todas as diversões de um resort à beira-mar, tipo yoga, mergulho, coletas de mel e aulas de culinária thai, há passeios para o Templo do Buda Gigante, cachoeiras e comunidades de pescadores. 

                                                                                                                              Fotos Divulgação/Soneva Kiri

  À noite, sob as estrelas, é tempo de cinema Paradiso, onde a tela flutua sobre um lago, e de desvendar os mistérios do universo no Planetário, que tem um potente telescópio.

 Por ser um hotel sustentável, ali é praticada à risca o No No List, ou seja, não à pesca predatória com redes, não ao uso do foie gras nos menus, não à TV no quarto e não ao uso de sapatos. Tem sua própria fonte de água potável, produz biodisel e recicla óleo de cozinha.


Que sirva de exemplo!