CONSULESA DA FRANÇA PILOTA CAFÉ CULTURAL NO ITAIM

9.12.15 Simone Galib 0 Comments



  
 Alexandra Loras, consulesa da França em São Paulo, recebe nesta quinta-feira (10) convidados, jornalistas e formadores de opinião, no Café Voyage, no Itaim, para expor as suas ideias sobre segregação, preconceito, sexualidade, momento atual do Brasil e da França, entre outros assuntos de seu engajado repertório. O evento tem o apoio do Café Voyage, da Perrier e da Salton. 

Com o marido, Damian Loras, cônsul geral da França em São Paulo, no Le Petit Baile da Bastille, na Bienal

 Casada com o cônsul francês Damien Loras, ela se tornou uma das mulheres mais respeitadas e atuantes – dentro e fora do setor diplomático desde que chegou ao Brasil, em 2013. Com base em sua própria história de vida, marcada por segregação, ela não esconde suas raízes e muito menos se intimida diante do preconceito. Ao contrário, incentiva as mulheres a assumirem a cor de sua pele, os fios encaracolados dos cabelos e todo o seu poder.

  
Junto ao filho e com o ex-presidente francês Nicolas Sarkosy no show de Carla Bruni, em SP
 Não tem, por exemplo, a mínima vergonha de dizer na TV que foi inúmeras vezes confundida com a babá do filho, especialmente aqui no Brasil, entre os convidados dos eventos que realizou em sua bela casa, hoje uma espécie de representação da França na capital paulista. Ela é linda, articulada e não sente receio de expressar seus pontos de vista. Não por acaso, tornou-se uma das líderes francesas mais influentes, com menos de 40 anos.

  Alexandra Loras nasceu e cresceu na França, viveu na Alemanha, Inglaterra, Espanha, México, Estados Unidos e Suécia. E ainda exibe um histórico com visitas a mais de 50 países ao redor do mundo.

 Autora do livro One Day in Paris, tem mestrado em gestão de mídia pelo IEP Paris. Aprendeu depressa o português e hoje é uma disputada palestrante em escolas secundárias, universidades e em dezenas de órgãos e empresas de prestígio.

 Sua passagem pelo Brasil também tem rendido muitos frutos. A consulesa da França é hoje uma das mulheres mais entrevistadas pelos principais jornais, revistas e programas de TV.
  O racismo, que é considerado crime, tem sido recorrente no país, atingindo desde estudantes, jogadores de futebol a talentosas atrizes globais, como Taís Araújo, Sheron Menezes, a apresentadora Maju, do Jornal Nacional, que sofreram recentemente ataques pela internet.
Solta a voz Alexandra!