JOVEM FOTÓGRAFA RESGATA A MULHER SEM ARTIFÍCIOS E OS RESULTADOS SÃO SURPREENDENTES

13.1.16 Simone Galib 0 Comments


 Em tempos de mundo virtual, selfies, aplicativos de beleza, photoshop, silicone, mídia social, cirurgia plástica e tantos outros toques e retoques tecnológicos, a fotógrafa Stella Curzio, de 28 anos, vai na contramão do artificial e captura com suas lentes o real. Nos ensaios, retrata seus personagens sem artifícios por meio do recém-lançado projeto que ela batizou de UNO.

  O objetivo é revelar à mulher a sua verdadeira autoestima, a beleza real, algo que ela pensa estar no externo quando, na verdade, brota de sua essência, do seu interior, dos detalhes mais simples. E isso independe de idade, peso, tipo de corpo ou padrões de beleza impostos pela sociedade, que estão levando inclusive inúmeras jovens lindas à morte.

  “Muitas vezes, a mulher acredita que fazer uma intervenção cirúrgica, comprar bolsas, sapatos e maquiagens significa presentear-se e que perder os quilos desejados vai torná-la mais feliz. A proposta do UNO é mostrar que ela se basta e que o seu melhor presente é conhecer-se de verdade, sem artifícios”, diz a fotógrafa.
 Mas, qual a técnica para esse autoconhecimento, pergunto a ela?

 
A fotógrafa Stella Curzio: 'cada mulher é única'     Foto Pedro Campos
   “A mulher deve conhecer o seu sorriso, a sensualidade dos seus pés, o seu olhar cativante, a delicadeza das mãos, o poder das suas expressões, tudo registrado de forma espontânea, sem roteiro. E sem vínculo algum com o sensual ou com a nudez que, mesmo sendo retratada de forma artística, não revela, em minha opinião, o seu verdadeiro poder.”  

  Por isso, ela usa somente luz natural e faz fotos em preto e branco, para capturar os traços únicos de cada uma de suas personagens. “Se as imagens fossem coloridas, o destaque iria para a cor do batom, do cabelo, da roupa etc.

  Também só fotografa em ambientes externos, como parques, por conta da luz e do contato direto com a natureza. “Durante a sessão, não tiro a câmera das mãos, vamos conversando e vou captando as expressões. Costumo dizer que é uma terapia entre a mulher e a minha câmera”.

  Stella foi modelo profissional por mais de 20 anos e sua paixão pela fotografia começou na infância. “Por ter estado sempre à frente das câmeras, acredito que adquiri uma sensibilidade maior atrás delas e no direcionamento das pessoas.”

Fernanda Galib Dezani, que posou para as lentes de Stella Curzio: tudo bem simples, muito natural

  Outro detalhe interessante, diz Stella, é que um ensaio nunca fica igual ao outro, porque cada mulher é única. “Umas são mais sorridentes, outras mais sérias, outras românticas...” 

  Ela também reduz em quase 90% o uso de photoshop no tratamento das fotos. Daí, o conceito do “sem artifícios”. Mas é claro que atenua uma olheira muito acentuada ou retira uma cicatriz que realmente incomode a mulher. E nada mais. “O foco é luz e sombra. Não afino nariz, não aumento seios, não reduzo barriga, não apago estrias etc.”
  
  O projeto, que no início era voltado apenas às mulheres, acaba de ganhar uma segunda versão, o UNO+, para registrar casais, gestantes, bebês, animais de estimação e momentos especiais, seguindo o mesmo conceito.

 O mundo real é sempre muito melhor e o que é verdadeiro permanece, encanta, realça. Entenderam, mulheres? 



www.facebook.com/projetouno
email: projetouno1@gmail.com.br