VIAJANDO NO OSCAR: 10 CENÁRIOS REAIS DOS FILMES INDICADOS AO PRÊMIO

26.2.16 Simone Galib 0 Comments

     No fim de semana em que todos os holofotes estarão voltados 

para o cinema, vamos "viajar" aos locais que serviram de cenário para os principais filmes indicados ao Oscar. A produção escolheu um mais bonito do que o outro, segundo levantamento feito pela Skyscanner. 

 O REGRESSO Argentina, Canadá e Estados Unidos

  Foi uma saga a filmagem do longa que mais recebeu indicações. A maior parte das gravações foram no Canadá. O diretor exigiu que cada cena fosse feita exclusivamente ao ar livre e só com luz natural
 As filmagens duraram um ano. Com o fim do inverno no Hemisfério Norte, a opção para um cenário de gelo foi Ushuaia, na Terra do Fogo, Patagônia Argentina, região também conhecida como o Fim do Mundo, onde há neve de sobra.
  
 O set foi montado nos bosques, mas o QG de Leonardo di Caprio, no intervalo das gravações, foi o resort de luxo, Arakur Ushuaia (foto), inaugurado há cerca de um ano, no alto de uma colina (foto).

 Spotlight: Segredos revelados: Toronto, Canadá, e Boston, EUA

 Na trama, a história se passa em Boston, sede do jornal em que os repórteres desvendaram uma rede de pedofilia formada dentro da Igreja Católica. Mas, o filme foi gravado em Toronto, no Canadá, aliás, uma cidade que imita muitas capitais dos Estados Unidos.

 Toronto é uma bela cidade, que tem uma das primaveras mais floridas e parques incríveis, como o Flanklin, além de uma movimentada vida cultural.

Perdido em Marte 
Budapeste, Hungria, Jordânia, e NASA, nos EUA
   Impossível montar um set em Marte, a 55 milhões de quilômetros da Terra. Por isso, Wadi Rum, o deserto ao sul da Jordânia, foi o local de parte das gravações deste filme.

 Também conhecido como Vale da Lua (por suas formações rochosas e areias bem vermelhas), esse deserto é ainda hoje habitado por beduínos e suas famílias.
  
  Eles mantêm campings para que os turistas vivenciem toda a magia do deserto. E quem (como eu), que já dormiu em Wadi Rum em uma noite de lua cheia sabe muito bem do que estou falando. É uma experiência inesquecível!

  A sala de controle da Nasa, no Texas, onde o lançamento do foguete é monitorado, também aparece no filme.

Ponte dos Espiões: Potsdam e Berlim, Alemanha


 Famosa em Berlim, a Ponte de Glienicke agora ganhou projeção internacional por conta deste filme. É ali que acontece a troca de espiões durante a Guerra Fria. Com vista para Potsdam, é uma das paisagens mais bonitas do país.
  
 A cidade alemã tem ainda palácios maravilhosos, parques e boa arquitetura. Um dos edifícios mais interessantes – e que também serve de pano de fundo para o personagem de Tom Hanks – é a Torre de Einstein, observatório construído no parque científico e que foi uma das bases para seus estudos sobre a teoria da relatividade.

A Grande Aposta: New Orleans, Luisiana, e Nova York
  Os bancos têm sido responsáveis pela maior crise imobiliária e financeira que atingiu o mundo, segundo o enredo do filme, no páreo para o Oscar. Claro que a história se passa em Wall Street, o distrito financeiro de Nova York.
  Argiers, um dos mais antigos bairros de New Orleans, também aparece na produção, com suas casas coloniais e o rio Mississipi. 

 Brooklyn: Enniscorthy, Irlanda
   
A história se passa entre a Irlanda, onde fica a ilha Esmeralda, na Europa, e Nova York. Enniscorthy, uma das cidades irlandesas mais antigas, na região de Wexford, é uma cidade litorânea, com castelos e árvores centenárias. Também aparecem no filme a colorida Coney Island, repleta de atrações e exposições

Mad Max: Estrada da Fúria: Deserto da Namíbia e Nova Gales do Sul, na Austrália
                                                                                                                           Foto Teresa Perez/Divulgação

 É o deserto da Namíbia, na África, o cenário apocalíptico do filme, que mostra a luta pela sobrevivência em uma etapa final do mundo em que os homens se matam por água e gasolina. Essa imensa região árida começa no litoral e se estende por milhares de quilômetros quadrados até o centro do país.

Carol: Ohio, Estados Unidos


 O filme, que mostra um romance entre duas mulheres, foi totalmente rodado nos Estados Unidos. A atriz Cate Blanchett, indicada ao Oscar por este papel, caminha pelas ruas do centro e parques fabulosos de Cincinnati.
 A cidade tem uma complexa rede de corredores internos e passarelas ao ar livre que ligam seus edifícios mais importantes. Do alto da Torre Carrew, há uma vista panorâmica incrível.

Joy: Boston, Massachusetts, Estados Unidos

  O filme é baseado na vida de Joy Mangano, uma multimilionária que construiu um império a partir do zero. Ele só muda o local de origem. Enquanto a verdadeira Joy Mangano reside perto de Nova York, a ficção colocou sua casa em uma aldeia nos arredores de Boston. Uma locação com casas de tijolos, belas varandas e amplas avenidas: Salem.

 A Garota Dinamarquesa


  Eddie Redmayne, que já ganhou um Oscar e está concorrendo agora ao prêmio de melhor ator, interpreta uma menina presa no corpo de um homem, na Dinamarca dos anos 1930.
  Foram feitas filmagens em várias cidades europeias, entre elas Bruxelas e Berlim. Mas, um dos lugares mais bonitos é Nyhavn, um canal com casas de fachadas coloridas em Copenhague. Se for visitá-lo, aproveite para tomar um drink em um dos seus centenas de terraços.

O Skyscanner é uma das gigantes de buscas de comparação instântaneas online.
www.skyscanner.com.br