COM MEDO DE TRUMP, MILIONÁRIOS AMERICANOS COMPRAM CASAS EM ILHA DA IRLANDA

20.7.16 Simone Galib 0 Comments

  
 Milionários norte-americanos estão procurando casas na remota ilha de Inishturk, na costa de County Mayo, Irlanda, caso Donald Trump seja eleito presidente dos Estados Unidos. A ilha também já ofereceu residência a todos que queiram fugir de um eventual governo do polêmico republicano.
  
 Inishturk só tem 58 residentes, que vivem ali em tempo integral. Mary Heanue, diretora de desenvolvimento da ilha, disse que gostaria de receber famílias com crianças e especialmente jovens, para serem criados e educados ali. Hoje, a escola primária tem apenas três alunos. 
   
  O interesse dos norte-americanos na ilha irlandesa cresceu devido às declarações controversas de Trump sobre um controle mais rígido da imigração, o que atrairia para os EUA novos ataques terroristas.
 
O Glin Castle, em Inishturk, é uma das propriedades à venda               FOTOS DIVULGAÇÃO
 
   Segundo os corretores de imóveis locais, já estão sendo vendidas casas e propriedades rurais para endinheirados que buscam um plano de emergência, caso ele ganhe as eleições – possibilidade agora mais concreta, visto que é o candidato oficial do partido.

  "Os compradores estão extremamente preocupados com o futuro da América se Trump chegar ao poder”, disse Roseanne De Vere Hunt, chefe de casas de campo, fazendas e propriedades, ao jornal Irish Independent.

Vida mansa à beira-mar na remota ilha de 58 habitantes
 “Eles seriam muito bem-vindos neste lugar fantástico para viver e criar filhos. Embora o inverno seja rigoroso e o modo de vida possa não agradar a todos, logo vão descobrir que não há no mundo um dia de verão tão bom quanto aqui", explicou.

A história já está mobilizando o marketing. Recentemente, um estúdio de cinema de Los Angeles lançou o vídeo Faça Inishturk Great Again, nome inspirado na própria campanha de Donald Trump.

OUTROS INTERESSADOS

  A ilha irlandesa não é a única interessada no eventual êxodo dos americanos. No início deste ano, Cape Breton, na costa da província de Nova Escócia, no Canadá, lançou uma campanha para incentivar os cidadãos infelizes com Trump a se mudarem para lá.


 Também não é a primeira vez que uma cidade europeia, com severo declínio de população, toma medidas extremas, e criativas, de marketing para atrair novos habitantes.

  Em 2015, a vila italiana de Gangi, na Sicília, doou cerca de 300 casas abandonadas. A única exigência aos proprietários foi que eles deveriam reformá-las em quatro anos.

  E você, moraria em uma ilha distante para fugir de um presidente?

  #inishturk, #donaldtrump, #irlanda