LOOKS DE VIAGEM: VOCÊ SABE SE VESTIR A BORDO?

13.9.16 Simone Galib 0 Comments

  Nos anos 1950/60, viajar de avião era sinônimo de glamour, em todos os sentidos. As pessoas se vestiam formalmente, usando chapéus, luvas e lindos casacos, especialmente nos países mais frios. 

                                                                                                                  Fotos Pinterest
  
  Eram recepcionados com boa comida e bebidas à vontade – mesmo nas classes econômicas. Sem selfies ou celulares, os fotógrafos faziam plantão no aeroporto para fotografar os famosos, que geralmente eram clicados, acenando da escada do avião.

  O mundo mudou, as viagens aéreas ficaram populares, os assentos, espremidos, os voos, lotados, e os passageiros, cada vez mais informais – alguns além da conta. Hoje, o glamour a bordo é zero.

  Claro que ninguém aguenta passar mais de 8 horas voando com roupas cheias de botões ou sapatos apertados. É preciso conforto para encarar uma longa viagem. E a moda está bem mais democrática. Cada um se veste como quer. Mas há limites.

  Nada justifica voar de chinelo, bermuda ou camiseta surrada, como se estivesse caminhando pela calçada da rua onde mora. Mesmo em voos domésticos, para lugares com altas temperaturas, como no Nordeste, é deselegante usar shorts ou microvestidos, ou até mesmo roupas de ginástica, como se fosse desembarcar direto na praia. 

 
                                                                                                                                    Fotos Pinterest
Quando temos uma festa ou um compromisso social, nós nos arrumamos, certo? A viagem, não importa a distância, ou continente, também é uma ocasião especial.

  Seja a trabalho, onde estará representando a empresa, ou a lazer, afinal você está saindo para respirar novos ares, conhecer pessoas e não sabe quem encontrará a bordo ou no desembarque.

  Assim, é preciso um mínimo de bom senso, porque não será mais um na multidão. As pessoas reparam. A tripulação observa muito a maneira como o passageiro (a) se apresenta e se comporta. Já imaginou desembarcar em um aeroporto europeu, mesmo que seja no verão, de chinelos?

 Alguns comissários se sentem intimidados e até mesmo desrespeitados diante do look de certos passageiros. Outros elogiam quem está bem vestido ou deixar um suave rastro de perfume no ar.

  Já ouvi frases do tipo: “Que lindo seu casaco. Obrigada por voar assim. Hoje, ninguém mais faz isso.”. Ou então: "Que perfume você está usando? É delicioso". Se esses não são bons motivos para estar bem vestida  no avião, eu não sei quais seriam.

  Ninguém precisa embarcar como se estivesse indo para uma festa de gala, mas estar confortável é bem diferente de se apresentar desleixado. E isso vale para homens e mulheres. Não são apenas as roupas femininas que chamam a atenção. Rapazes e executivos elegantes, mesmo que casualmente, também fazem toda a diferença.

6 DICAS IMPORTANTES
  
Conforto com estilo: roupas confortáveis e acessórios são fundamentais
  Além disso, há outros fatores que são influenciados pelo seu look. Caso haja a chance de upgrade, as companhias aéreas não vão escolher alguém desleixado para dividir as poltronas business ou first class com seus melhores clientes.

  Estará se sentindo melhor consigo mesmo. E não há nada melhor do que uma autoestima bem tratada.

 Sabendo escolher roupas adequadas, também vai economizar espaço na mala.

 Você vai tornar o trabalho mais agradável para a aeromoça ou comissário de bordo.

 Os aviões também são seus locais de trabalho. E ninguém quer encontrar alguém de bermudas e tênis surrados.


0 comentários: