EMIRATES TROCA PILOTOS E COMISSÁRIOS MUÇULMANOS EM VOOS PARA OS EUA

1.2.17 Simone Galib 0 Comments

A era Trump não deixa mais nada no lugar: a Emirates Airlines, a gigante dos Emirados Árabes Unidos, está mudando seus pilotos e tripulações de cabine em voos para os EUA depois que o presidente proibiu a entrada na América de pessoas de vários países muçulmanos. 


A companhia de Dubai tem 11 voos diários para cidades norte-americanas. "A empresa fez os ajustes necessários para cumprir com os requisitos mais recentes", disse uma porta-voz da Emirates à agência Reuters no domingo, segundo o jornal The Independent.


  Trump suspendeu temporariamente a entrada de refugiados e imigrantes que viajavam do Irã, Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen. A agência Reuters informou que a proibição também se aplica a pilotos e comissários de bordo dos 7 países, embora os tripulantes, não cidadãos americanos, já tenham um visto especial para entrar no país. A Emirates emprega mais de 23 mil comissários de bordo e cerca de 4 mil pilotos de todo o mundo.

 A Etihad Airways, outra companhia dos Emirados, disse que alguns de seus passageiros já foram afetados pelas novas regras de imigração dos EUA. Ela contou também que está oferecendo reembolsos a passageiros afetados sempre que possível. 

 Já a IATA, associação global do setor que representa 265 companhias aéreas, disse que a ordem foi emitida sem coordenação ou aviso prévio, causando confusão aos viajantes e aos seus próprios membros. "Também colocou encargos adicionais às empresas para cumprir com requisitos pouco claros, suportar os custos de implementação e enfrentar sanções potenciais por não conformidade", disse a associação em um comunicado.

  Em menos de um mês na Casa Branca, Trump já mostrou que é um especialista em confusões mundiais!
  



0 comentários: