REVISTA PLAYBOY AFASTA SÓCIO DENUNCIADO POR ASSÉDIO SEXUAL

24.4.17 Simone Galib 0 Comments

   A Playboy Brasil afastou o sócio André Sanseverino, por prazo indeterminado, depois da matéria divulgada pelo Fantástico neste domingo, 23 de abril, onde foi acusado de assédio sexual por oito modelos que participaram de uma festa, como coelhinhas, no relançamento da revista em 2016, em Florianópolis.

 
   Na matéria, as modelos contaram que, logo depois do evento, começaram a receber propostas de parte de André, do tipo "se você fizer sexo comigo, eu te coloco nas capas da Playboy." As que não concordavam, perdiam perdiam o emprego.

   Elas mostraram várias mensagens de texto que recebiam de Sanseverino pelo whatsapp, pedindo fotos nuas e dando a entender que a carreira na empresa estaria condicionada ao "sim". O outro sócio, Marcos de Abreu, também foi acusado por elas de ter comportamento semelhante. Ouvido pela reportagem do programa, ele negou.


   Em nota divulgada, minutos depois da exibição da reportagem, a PPB Editora declarou que "repudia toda forma de desrespeito contra a mulher. Assim, qualquer declaração dada por André Sanseverino não reflete em absolutamente nada os valores da Playboy. O mesmo encontra-se afastado da empresa e não responde mais pela mesma."

   A editora afirma ainda que "acreditamos que ele deverá colaborar para elucidar os fatos até que as denúncias sejam apuradas". As mulheres entraram na Justiça com uma ação indenizatória por danos morais. A revista disse que "a Playboy, ao longo de sua história, vem coadjuvando em defesa e em busca da liberdade e empoderamento das mulheres, não somente no Brasil mas em todo o mundo."





0 comentários: