FAKE NEWS: NEM O JUIZ SERGIO MORO ESCAPA!

24.5.17 Simone Galib 0 Comments

 Em tempos de grande instabilidade política e muita polarização, é cada vez maior o número de notícias falsas nas mídias sociais. Nesta semana, um post circulou no Facebook e nos grupos de whatsapp, de autoria de sites não muito confiáveis, com um texto atribuído a Sergio Moro quando jovem.

 
O texto falso atribuído a Moro: 'razões para acreditar'                           Foto Reprodução
 É falso. Não passe isso adiante, caso apareça em seu feed de notícias. O tal site diz que o texto "foi escrito por Moro há 17 anos em seu blog pessoal". Mentira: foi copiado, com algumas alterações, de um comercial da Coca-Cola, de 2011. 


 O volume de informações hoje é tão intenso que muitas pessoas não conseguem assimilar em tempo real e sentem dificuldades em diferenciar o que é mentira ou verdade.

 O juiz da Lava-Jato, um dos homens mais populares do mundo, é também um dos alvos prediletos - especialmente entre aqueles que buscam audiência online ou dos que tentam denegrir sua imagem.

 Nesta semana, com o Brasil pegando fogo, outra "maldade" envolvendo Moro foi a criação de uma capa falsa da última edição da revista Veja, com manchetes distorcidas supostamente vinculadas a ele. 

 A dica do próprio Facebook, que está muito empenhado em combater notícias falsas no mundo inteiro, é de verificar a URL do site e não compartilhar no primeiro impulso, especialmente se a chamada causar um impacto de ineditismo e a fonte for desconhecida.

 Vale a pena pesquisar nos sites de busca se outros portais mais confiáveis publicaram a notícia. A política também tem sido o cardápio preferido de muitos grupos do whatsapp, que enviam fotos, vídeos e citações o tempo todo para milhares de pessoas.

 Mesmo que você tenha recebido mensagens ou fotos de um amigo ou de um grupo conhecido, vale avaliar com critério antes de passar adiante.

 Informação é coisa séria, as palavras têm poder e somos responsáveis por elas!      

#fakenews, #facebook, #whatsapp, #sergiomoro




0 comentários: