PRAZERES DO VINHO: SABOR, AROMAS, REQUINTE E PAIXÃO

11.7.17 Simone Galib 0 Comments

 POR MICHELE MONTANHA
 Entre flores, frutas, especiarias e afins encontramos os mais expressivos aromas, o mais alto requinte e a mais bela sensualidade vindos de uvas que nos remetem ao feminino.
 Sim, existem uvas mais femininas do que as outras. Para mim, as tintas Merlot, Syrah e especialmente a Pinot Noir da Borgonha são as ícones. Sem esquecer a Primitivo italiana que também cumpre o seu papel.
 As uvas podem ser envolventes, dóceis e extremamente sensuais e uma garrafa de vinho diz muito quando realmente buscamos essa identificação na taça. 
 A sensualidade vem naturalmente, sem forçar, os aromas se abrem com paciência e atenção olfativa. No paladar, podemos sentir sua leveza e a suavidade feminina. Talvez, um olhar, um sentir e um pulsar. Nesse encontro de cores, aromas e sabores, conseguimos distinguir sem qualquer dificuldade a descrição de cada uva e o seu pulsar.
 A Pinot Noir da Borgonha nos faz despertar com seu tom vermelho rubi, seus aromas de frutas vermelhas e seus sabores que mais parecem um néctar de compotas de frutas. A Syrah, do Côte du Rhône, traz em suas notas violáceas requinte e frescor. Seus sabores se assemelham à elegância e à notoriedade.
 Já a Merlot, a meu ver, é a uva da alegria, da festa e dos olhares atentos, assim como a Primitivo que traz uma leveza, delicadeza e a sensação de bem-estar em suas notas frutadas.As cores dessas uvas também revelam seu feminino, são mais claras, mas também podem ser mais fortes e quase sempre são muito brilhantes. Então, por que não harmonizar tudo isso com uma noite de intensa paixão?

Michele Montanha é graduada  em jornalismo e Master of Science in Wine Management, com diploma pela Universidade de Paris Ouest, na França, e OIV (International Organisation of Vine and Wine). 


#uvas, prazeres

0 comentários: