CIDADE MEDIEVAL DA CROÁCIA VAI RESTRINGIR NÚMERO DE VISITANTES

17.8.17 Simone Galib 0 Comments

   Está pensando em viajar à Croácia? Drubovnik, um dos destinos mais procurados no verão do Mediterrâneo, vai limitar o número de visitantes em seu centro histórico. Depois que virou cenário de alguns episódios de Game of Thrones, o turismo registrou um crescimento sem precedentes na cidade medieval.  

  Em janeiro deste ano, a prefeitura havia estabelecido um limite de 8 mil pessoas por dia no centro histórico, seguindo recomendações da Unesco, para evitar que os edifícios mais antigos fossem danificados, segundo o jornal The Telegraph. Em agosto de 2016, mais de 10 mil visitantes compraram ingressos para caminhar entre as muralhas medievais em um único dia.


UMA DAS MUITAS BELAS PAISAGENS DE DUBROVNIK COM O FAROL AO FUNDO
  O antigo prefeito instalou então câmeras nas cinco estradas muradas da cidade para monitorar a entrada de turistas. Mas, o prefeito eleito recentemente já mandou avisar que vai cortar o número de visitantes para 4 mil pessoas diariamente. Ele quer evitar a superlotação e melhorar a qualidade de vida dos moradores locais.

  Essa medida visa atingir especialmente os cruzeiros marítimos. No ano passado, 529 navios atracaram na cidade com quase 800 mil passageiros a bordo. A ideia da prefeitura é também limitar o número de navios que chegam nos horários de pico e também as viagens de um dia para Dubrovnik oferecidas pelos agentes de viagens. As restrições serão efetuadas em 2018 e prosseguirão em 2019.

A NOVA IBIZA?

HVAR, A NOVA QUERIDINHA DOS EUROPEUS
   Bom, se vai ficar mais difícil visitar Dubrovnik, não desista da Croácia, que tem outros lugares incríveis  e muito hospitaleiros como a ilha de Hvar, um destino muito em alta entre os europeus e considerado por muitos como a nova Ibiza (a ilha espanhola que ferve 24 horas com suas baladas e festas de verão).

  Hvar é extremamente charmosa com suas casas de pedra na capital, belas paisagens naturais e águas azul turquesa do Mar Adriático. Além disso, ela conquista os visitantes com o cheiro de lavanda e alecrim fresco que se espalha pelo ar. Nos bares espalhados pela ilha, o clima é de festa desde o pôr do sol até a madrugada.


MENOS GENTE, POR FAVOR

VENEZA TAMBÉM ESTÁ PREOCUPADA COM OS NAVIOS ENORMES
   A bela Dubrovnik não está sozinha nessa luta. Várias cidades da Europa também tentam se proteger do excesso de turistas. Barcelona anunciou recentemente um número de leitos disponíveis nos hotéis e congelou a construção de novos. Veneza está rastreando o número de visitantes e proibiu a abertura de hotéis em seu centro histórico. A cidade também quer restringir o número de navios que trafegam pelo Grande Canal.

  No início desta semana, as ilhas espanholas de Maiorca e Ibiza anunciaram que vão reprimir os aluguéis ilegais e os locais de compartilhamento de moradias. E Florença, na Itália, lançou uma campanha para melhorar o comportamento do turista.

  Machu Picchu, no Peru, também radicalizou. A partir de 2019, os visitantes terão que contratar um guia para seguir uma das três rotas do antigo império inca. E os horários de visitantes nas ruínas já estão sendo controlados. Vale tudo pela preservação!



0 comentários: