PRAZERES DO VINHO: QUAL O MELHOR PRESENTE PARA O SEU PAI?

10.8.17 Simone Galib 0 Comments

  POR MICHELE MONTANHA 
   Escolher um vinho para o seu pai pode ser uma tarefa simples ou nem tanto. Se você o conhece bem e sabe o tipo de vinho que ele gosta, fica muito fácil, caso contrário terá que se submeter ao conselho do sommelier de uma loja, seja ela virtual ou física. O fato é que nem sempre o sommelier é preparado para essa tarefa e acaba indicando um produto que precisa sair do estoque ou que ele particularmente gosta.
  
  Por isso, na hora de comprar um vinho para presentear seu pai, sem saber a sua preferência, a dica é tentar combinar as uvas com o estilo de vida dele ou até mesmo com a gastronomia.  Por falar nisso, outro dia encontrei um rapaz em uma feira de vinhos. Ele adora a bebida, mas acha que harmonizar com a comida é uma moda, o que detesta.

  Na verdade, saindo um pouco do assunto, o casamento de vinhos e comida não é moda. Talvez, aqui no Brasil a mídia não saiba realmente abordar o assunto, mas essa combinação é uma questão cultural na Europa, assim como o vinho.

  O que acontece é que muitas marcas que ditam o marketing de vinho para o brasileiro, fazem imposições a fim de vender seu “peixe”, e a mídia compra, seja por ter a marca como anunciante ou porque o número de blogueiros do setor conte com pessoas que gostam de vinhos, mas não têm profundos conhecimentos. Vinho é algo definitivamente complexo. Você precisa estar em sintonia com a bebida, com você mesmo, com a divindade. Vinho não é glamour, não é moda.

  Por isso, antes de comprar um vinho que combina com churrasco, por exemplo, é importante saber se realmente seu pai vai querer fazer essa combinação. Se ele não está acostumado, talvez não sinta prazer.

 Neste caso, compre um vinho que combine com a personalidade dele. Por exemplo: o vinho da uva Cabernet Sauvignon, que tem uma conotação forte, é muito apreciado pelos homens. Uma sugestão é o espanhol da uva Tempranillo.

  Se o seu pai gostar de bebidas mais suaves ou não está habituado a beber vinho, tente um produto leve, sem passagem por barricas, e de uvas mais sutis como a Merlot, mas fuja dos adocicados (homens raramente gostam). No final, o que importa mesmo é degustar com seu pai momentos felizes e melhor ainda se for com uma taça de vinho! 







Michele Montanha é graduada  em jornalismo e Master of Science in Wine Management, com diploma pela Universidade de Paris Ouest, na França, e OIV (International Organisation of Vine and Wine). 



#prazeresdovinho, #diadospais

0 comentários: