MULHER É PRESA POR ENTRAR NA ESCOLA DO PRÍNCIPE GEORGE

9.10.17 Simone Galib 0 Comments

   Olha só como funciona a Justiça no Reino Unido. Uma mulher, de 40 anos, foi presa e advertida "por causar um incômodo" ao entrar na escola onde estuda o príncipe George.

   Segundo a Polícia Metropolitana de Londres, ela foi presa por suspeita de tentativa de roubo no dia 12 de setembro depois de entrar na escola Thomas's Battersea, no sul de Londres. Esse tipo de procedimento geralmente é dado a pessoas que acessam a propriedade da escola sem autorização.

  Foi depois de liberada, mediante pagamento de fiança, e aceitou o pedido de cautela feito pela polícia, conforme prevê a Lei de Educação. Ou seja: ninguém pode acessar escolas no Reino Unido sem autorização -e isso independe de o aluno ser um membro ou não da realeza.

  George, de 4 anos, entrou nessa escola particular, que custa 18 mil libras (mais de R$ 75 mil) por ano, no início de setembro. Do jeito que a situação anda conturbada no mundo, não dá para brincar com a segurança do pequeno príncipe e de nenhuma criança, não é mesmo Brasil?

0 comentários: