DELÍCIAS DE INVERNO: O CHARME GLACIAL DE CHAMONIX!

21.11.17 Simone Galib 0 Comments


  Um lugar cheio de charme, gente bonita, embalado  pelo melhor da arte de vivre francesa e neve - muita neve! Assim é Chamonix, cidade  aos pés do Mont-Blanc, a 4.810 metros de altitude - não por acaso chamado de teto da Europa.

                                                                                          FOTOS DIVULGAÇÃO/CHAMONIX
   Há picos nevados o ano inteiro e sempre gente circulando nas quatro estações, mas o grande agito começa agora no inverno, quando tudo fica encantadoramente tingido de branco. A cidade, a 1035 metros de altitude, recebe 4,7 milhões de turistas por ano.


 Muitos vão para curtir as incríveis pistas de esqui - 90% delas estão a 2 mil metros de altitude, o que garante a neve durante toda a temporada. Dá para para praticar o esporte de dezembro a maio. 


   Outros vão apenas para ficar um pouco mais perto do topo do Mont-Blanc, desfrutando de paisagens de cartão-postal. Basta pegar o teleférico Aiguile du Midi, seguro e confortável, para vivenciar uma experiência mágica, a 3.842 m de altura.

  Lá no alto, além da vista panorâmica do terraço, você pode conhecer o Museu do Esqui, tomar um chocolate quente com croissant, curtir um jantar romântico em algum dos restaurantes ou simplesmente desfrutar do cenário glacial.

  Quem gosta de esquiar, não pode perder a descida do glacial Vallée Blanche: são 22 km de muita adrenalina até o centro de Chamonix. Que tal?

  Se não for um praticante do esporte, a dica é se jogar no passo do infinito, uma cabine de vidro suspensa, que te dá a sensação de estar flutuando nas montanhas, com uma vista de 360°.

  Outro passeio bacana é embarcar em um trem de montanha até o Glacial Mer de Glace, em Montenevers, a1.913 m de altura. No percurso, você pode visitar a caverna de gelo, mas tem que encarar 480 degraus para chegar até ela. Agasalhe-se bem e encare a trip.      
  À noite, a diversão rola solta em seus 100 restaurantes, de diversas categorias. Há os de alta gastronomia, como o Albert (duas estrelas Michelin), os elegantes, tradicionais e os mais descontraídos, com cozinhas internacionais e vegetarianas.


    Deu vontade de ir? O acesso é muito fácil, afinal o Mont-Blanc está na fronteira entre a França, a Suíça e a Itália e você pode escolher um dos três países como porta de entrada a Chamonix.

   O destino é frequentado por gente do mundo inteiro, inclusive brasileiros e há monitores de esqui que falam diversas línguas, inclusive o português. Bon voyage! 

 




0 comentários: