SÃO PAULO EXIBE O MELHOR DO CINEMA ITALIANO!

27.9.18 Simone Galib 0 Comments

    Gosta de cinema? Então, aproveite o 13º Festival do Cinema Italiano, que tem filmes inéditos exibidos em São Paulo a partir desta quinta-feira, dia 27, até 3 de outubro, em dois espaços culturais da cidade.

   A festa de abertura aconteceu na noite de terça-feira, dia 25, no Auditório Ibirapuera, com a presença do embaixador italiano e de atrizes vindas diretamente da Itália para prestigiar o evento, entre elas uma jovem atriz, sobrinha de Claudia Cardinale. O mestre de cerimônias foi o ator Carmo Della Vecchia.

   Entre vários filmes em cartaz, a dica do blog é o Como um gato na marginal (Como um gato in tangenziale), cujo enredo mostra as desigualdades sociais na capital Roma, com foco na periferia, agravadas pelas crises econômicas e a chegada de muitos imigrantes. O longa, com muitos toques de comédia, aborda um drama real.

  As salas de exibição são o Caixa Belas Artes, na rua da Consolação, e a Reserva Cultural (prédio da Gazeta), na av. Paulista. Confira a programação aqui 

0 comentários:

PRAZERES DO VINHO: TEMPO DE BRINDAR A PRIMAVERA!

20.9.18 Simone Galib 0 Comments

   
    As flores estão no ar - e também nos vinhos.  E já que no sábado, dia 22, começa oficialmente a primavera, que tal conhecer os vinhos com deliciosos aromas florais, como rosa, violeta, flor de hibisco e flor de laranjeira? E o que é ainda melhor: têm excelente custo-benefício.

   Os aromas dos vinhos, ao contrário do que muitos imaginam, não são adicionados à parte, mas surgem durante o processo de produção e a transformação da uva em álcool. E os aromas florais, de tão delicados, podem nem ser percebidos pela falta de familiaridade com o cheiro.

 Para brindar a nova estação, a Evino - a maior importadora de vinhos franceses e italianos do país, com um dos mais poderosos e-commerces e aplicativos de vinho - faz um pequeno guia das bebidas com aromas florais. Escolha o seu!

                                               ROSA
    É bastante comum no Valpolicella, tinto com denominação de origem controlada produzido em Verona, na Itália, a partir das uvas Moscato, Torrontés ou Nebbiolo.
Prove o Barbaresco Miliasso DOCG 2015 (R$ 119). A região de Barbaresco, no norte da Itália,  produz obras-primas, como este vinho potente, com taninos macios e que pode ser guardado por mais de dois anos.

   Já o aroma de rosas secas é encontrado em vinhos com a uva Tempranillo, consideranda a tinta mais importante da Espanha. 
O best-seller da importadora é o Anciano Tempranillo Reserva 5 years Valdepeñas D.). 2010 (R$ 39,90). É um tinto de excelência e por ficar em barricas de carvalho, traz um incrível buquê de aromas.

                                             VIOLETA 
   É muito comum em tintos mais leves e frescos, como Pinot Noir, uva que tem origem na região de Borgonha, na França. Cultivada há mais de 2 mil anos, produz alguns dos vinhos mais elegantes do mundo. Esse aroma também está na clássica Merlot, uma das uvas tintas mais famosas.
Experimente o Langevin Pinot Noir 2016 (R$ 39,90), do sul da França. 





                        HIBISCO
   Normalmente o aroma da flor de hibisco é encontrado em alguns vinhos primitivos. É uma uva muito apreciada pelos brasileiros.
   A dica é o Via Cassia Primitivo di Puglia 2016 (R$ 39,90), cujas uvas vêm das vinhas na região de Puglia, na Itália, cuidadosamente manuseadas para que o mínimo de intervenção humana pudesse ser percebido no resultado final. É um primitivo cheio de corpo e fruta.





                      FLOR DE LARANJEIRA
   Muito comum em rótulos feitos das uvas Moscatel, bastante adocicada, além de Pinot Grigio, uva originária da Borgonha. Considerada mutação da Pinot Noir, produz vinhos com aromas ricos e condimentados.
Deguste o Rocca Pinot Grigio 2016 (R$ 29,90), principalmente se você gosta de Sauvignon Blanc. As duas uvas têm sabores e aromas muito parecidos, mas uma não rouba o brilho da outra. Esse vinho é perfeito para momentos especiais ao ar livre.

   E que venha a primavera. Cheers!



#prazeresdovinho, #evino, #primavera










0 comentários:

SÃO PAULO TERÁ FESTIVAL DE COMIDA ARGENTINA... HUM!

15.9.18 Simone Galib 0 Comments

 
   Gosta da culinária argentina? Pois você poderá saborear um pouco do gostoso tempero do país na 1ª Semana da Gastronomia Argentina, que acontece entre 25 e 30 de setembro, em São Paulo. Vários restaurantes vão incluir em seus cardápios pratos elaborados com produtos do país que são vendidos no mercado brasileiro. 

  Os restaurantes, entre eles 150 Maksoud, Slaviero Executive Jardins, Lilló e Bracia Parilla, terão opções exclusivas de entrada, prato principal e sobremesa a preços especiais (a partir de R$ 70). 

  Deu água na boca? Confira a lista dos participantes no link www.semanaargentina.com.br   E bom apetite!















0 comentários:

DELÍCIAS DE PRIMAVERA: 5 JARDINS QUE SÃO PURA INSPIRAÇÃO!

14.9.18 Simone Galib 0 Comments


    
   O que representa para você um jardim? Para mim, é sempre um respiro, um relax, um aconchego e um colírio para os olhos em meio ao estresse do dia a dia. Afinal, quem não gosta do colo da (mãe) natureza?
    Passar algumas horas respirando um pouco de ar, nem que seja em um cantinho da sua casa, na varanda ou na pracinha, sempre faz bem em qualquer época do ano. Só que na primavera... ah... tudo fica mais bonito, mais verde, mais colorido.
    E a estação mais florida está chegando - começa oficialmente dia 22 de setembro. O Brasil tem jardins incríveis, em praticamente todas as regiões do país, para a gente aproveitar os dias ensolarados e aquelas chuvaradas gostosas no final da tarde. Afinal, tem coisa melhor do que vegetação verdinha e cheiro da terra molhada? Por isso, fui atrás de alguns dos melhores deles. Respire – e se inspire!
      

JARDIM BOTÂNICO DE SÃO PAULO (SP)
  
  A selva de asfalto e prédios também abriga verdadeiros oásis. E o Jardim Botânico, no bairro da Água Funda (ao lado do Zoológico, na zona sul da cidade), é um deles. O parque tem 360 mil m² de área, com várias espécies de plantas da Mata Atlântica, pássaros e árvores exuberantes. Além de muito sossego, o local é limpo, bem cuidado, tem um lago lindo com chafariz e uma trilha que te dá a sensação de estar em uma floresta. Uma dica bacana é levar uma cesta e fazer um belo piquenique junto aos amigos ou daquela pessoa tão especial...    

PARQUE DA INDEPENDÊNCIA (SP)
   
 É um dos locais mais bonitos de São Paulo e toda vez que ali vou lembro da minha infância (era o parque preferido), dos desfiles escolares de 7 de Setembro e da história do Brasil. Apesar do descaso das autoridades com o nosso patrimônio cultural (o Museu do Ipiranga está fechado porque precisa de restauração e ainda choramos sobre as cinzas do Museu Nacional, no Rio), ainda temos (que bom!) esse parque de 161 mil m², inspirado nos clássicos jardins franceses, como os do Palácio de Versalhes, na França. Há muitos canteiros de rosas (e nesta época elas ficam exuberantes), palmeiras e ciprestes. É ainda um dos locais muito procurados para caminhadas e exercícios, com pista de cooper e aparelhos de ginástica.


JARDIM BOTÂNICO, RIO DE JANEIRO
Os cariocas e turistas amam este parque que fica no bairro que lhe dá o nome. Um dos seus grandes cartões-postais é a almeda de palmeiras imperiais, um dos símbolos da família real. Aliás, foi criado por dom João 6° há 210 anos. Era um dos locais preferidos do compositor e maestro Tom Jobim. Tem muitas espécies de flores, estufas de orquídeas, árvores centenárias e plantas exóticas, sendo considerado o maior e principal jardim botânico do país. O lago com vitórias régias e o jardim japonês (de 1935) são lindos. Sua visita por ali não deve durar no mínimo duas horas e vale, sim, muito a pena! 


JARDIM BOTÂNICO, CURITIBA
  
   O impacto surge logo de cara: na entrada, um tapete de flores, cuja as tonalidades podem variar; e a fundo, a enorme estrutura da estufa de vidro, inspirada no Palácio de Cristal, de Londres. Este é o maior cartão-postal de Curitiba, o seu Jardim Botânico, visitado por turistas e pesquisadores por abrigar espécies consideradas referência nacional. Super bem cuidado, tem belos canteiros floridos, fonte d´água e uma trilha de 200 m de extensão percorrida de olhos vendados para que o visitante sinta o local com seus cincos sentidos – o perfume das flores, o barulho da água, a textura das plantas... Não por acaso se chama Trilha das Sensações. Delícia de programa, não?


MANGAL DAS GARÇAS, BELÉM (PA)
  Acabei de conhecer e gostei do que vi: é um dos parques ecológicos mais bonitos de Belém do Pará. Localizado em uma área da Marinha, às margens do rio Guamá, o parque tem borboletário, árvores de frutas, a vegetação da Mata Atlântica, palmeiras de açaí e um restaurante. A vista mais bonita pode ser capturada do Farol de Belém, de 47 m de altura, o qual você acessa por elevador. Porém, uma das atrações mais concorridas é quando os funcionários do parque alimentam as aves, que ficam soltas por ali, no final da tarde. Centenas de garças e guarás começam a chegar a partir das 17h para o jantar, espalhando-se por todo o local. É um passeio ótimo!

INSTITUTO INHOTIM, Minas Gerais
  
   Um lugar único no Brasil, com arte e natureza espalhadas por todos os lados. Fica em Brumadinho (cerca de 60 km de Belo Horizonte) e já recebeu cerca de 3 milhões de pessoas. O jardim, cercado por exuberante vegetação (o instituto está dentro da Mata Atlântica, em área de preservação), tem 4,3 mil espécies em cultivo. É considerado ainda o maior centro de arte ao ar livre da América Latina e atrai inclusive muitos visitantes estrangeiros interessados em conhecer suas plantas exóticas (tem 1,5 mil espécies de palmeiras catalogadas) e em sua programação cultural. Ali, sempre há exposições de arte contemporânea e de fotos, entre outras atividades.



0 comentários:

NÃO CHORE SOBRE AS CINZAS DO MUSEU!

3.9.18 Simone Galib 0 Comments

     Amanhecemos de luto nesta segunda-feira, 3 de setembro. As imagens do incêndio no Museu Nacional do Rio, na noite de domingo (2), foram o assunto mais comentado na TV, na imprensa internacional e nas mídias sociais. O fogo queimou 200 anos de história do Brasil e um acervo de valor inestimável - era o maior de história natural e antropologia da América Latina). 

  Ficamos chocados, sim. Mas surpresos, não. A tragédia é mais uma entre centenas que acontecem no país nos últimos tempos (lembram de Mariana, dos incêndios na Cinemateca e no Museu da Língua Portuguesa... só para citar algumas?)  - e nada muda. Enfrentamos situações de total descaso e desprezo à nação em todos os setores. 

  É uma fase muito triste a que vivemos. Mas, boa parte dos brasileiros passa o tempo todo nas mídias sociais, deixando explícito dois objetivos: encontrar um salvador da pátria (isso acontece desde os tempos de dom Pedro 1º e já se mostrou inviável) e, agora, os culpados pelo incêndio que destruiu o prédio secular e que já foi residência de dois imperadores.

   Não há um único culpado, muito menos nenhum salvador da pátria. A responsabilidade é de todos nós enquanto Nação. Nós permitimos que o Brasil chegasse ao fundo do poço. E, portanto, devemos fazer algo para impedir que tudo continue igual.

 A história recente nos mostra que todos esses governantes entraram para a vida pública pelo voto. Foram eleitos, reeeleitos e, mesmo os envolvidos em corrupção, devem se eleger novamente em outubro. A quem cabe evitar mais essa grande tragédia?

   O que mais me entristece é ver o quanto a administração (e principalmente a cultura)  deste país foi nivelada por baixo - aliás, está abaixo de qualquer perspectiva. É saber que os brasileiros visitam os maiores museus do mundo e não dão a mínima importância ao seu próprio patrimônio.  

  Então, vamos combinar que não dá mais para chorar sobre as cinzas do Museu Nacional do Rio? Afinal, há 14 anos o governo já tinha sido alertado que o prédio histórico tinha sérios problemas de instalação e corria o risco de pegar fogo.

  O museu foi mais uma vítima. A corrupção não mata apenas pessoas, empresas, famílias, valores. Mas também as nossas memórias!

#museunacionaldorio, #incêndio
  
  
   

   

0 comentários: