ESTRESSADOS, SUL-COREANOS PASSAM FÉRIAS NA CADEIA!

30.11.18 Simone Galib 0 Comments


  
     O estresse do dia a dia e o desejo de isolamento têm levado alguns moradores da Coreia do Sul para a cadeia, sem que tenham cometido crime algum. Nela, podem passar um ou dois meses sem qualquer interferência do mundo lá fora. O que eles buscam? Liberdade. 
    Calma, que a gente explica. Esse sonho de sumir do mapa se torna realidade no hotel temático, com conceito de prisão, que fica na capital Bancoc.
    O nome é sugestivo: Prison Inside Me, onde os colegas de férias usam uniformes semelhantes, dormem em celas de 25 m² e não podem falar uns com outros. As refeições são minimalistas, como uma batata-doce cozida no vapor e banana batida, servidas no jantar, e mingau de arroz no café da manhã. Elas são entregues por uma pequena abertura na porta de suas celas.
    Os que querem radicalizar ainda mais, pagam cerca de U$ 90 para serem trancados em uma solitária por 24 horas. Celulares e relógios são proibidos no interior da “prisão”.
    O kit de acomodação é bem básico: um tapete de yoga, jogo de chá, caneta e caderno. Todos dormem no chão. O formato inusitado do hotel faz sucesso: mais de 2 mil pessoas já ficaram “presas” desde 2013, quando foi inaugurado. Mas, por que tamanho interesse? A maioria dos hóspedes diz que quer férias diferentes, longe de trabalhadores e estudantes. 
   Noh Ji-Hyang, um dos co-fundadores do hotel, conta que seus hóspedes costumam dizer: “Isso não é uma prisão. A prisão real é para onde vamos retornar.” 
  Como lembrancinha, eles ganham um certificado de liberdade condicional ao completar seu período em confinamento solitário. Tem gosto para tudo, não é mesmo?

0 comentários: