PALÁCIO MILENAR É ENCONTRADO SOB RUÍNAS DO IRAQUE!

14.12.18 Simone Galib 0 Comments


    Este é mais um daqueles mistérios que só o tempo pode revelar. Lembram quando o Estado Islâmico explodiu um santuário no Iraque? Isso aconteceu em julho de 2014 e as imagens chocaram o mundo. Mas, recentemente a rede britânica BBC descobriu que nem tudo havia sido destruído pelo grupo extremista.

 
                                                                                    FOTOS REPRODUÇÃO/BBC
     O templo de Nabi Yunus ficava em uma colina na cidade de Mossul, local de devoção ao longo dos séculos. Os cristãos construíram um mosteiro no monte. Depois, ele se tornou um santuário muçulmano dedicado ao profeta Jonas. Muitos acreditam que seus restos mortais estejam enterrados ali.


   Em 2018, uma equipe foi enviada pela BBC para explorar os túneis no interior da colina. E eles descobriram sob as ruínas um palácio, que teria sido usado pelos reis assírios e seu exército. A estrutura, segundo os pesquisadores, tem mais de 2,7 mil anos.


     Além disso, encontraram cerca de 50 túneis. De início, acreditou-se que tinham sido cavados pelo Estado Islâmico para saquear os artefatos assírios no interior do templo. Segundo a BBC, haveria indícios de que a venda das antiguidades era a segunda fonte de renda do grupo, só perdendo para o petróleo.

  A rede britânica conta ainda que a colina foi saqueada com muito cuidado para manter as descobertas intactas. O achado que mais surpreendeu os jornalistas no interior dos túneis foi os baixo-relevos esculpidos nas paredes com uma fileira de mulheres. 

  Segundo os especialistas, é muito raro encontrar figuras femininas nesses locais, porque as mulheres costumavam ser retratadas como prisioneiras de guerra.


  Junto a elas foram encontradas gravuras de touros alados. Estátuas dessa criatura mítica costumavfam ser colocadas na entrada dos palácios assírios para intimidar os inimigos e afastar os espíritos demoníacos.

  Há histórias sagradas que os homens tentam destruir, mas não conseguem!

0 comentários: