DIA DA MULHER: ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE!

8.3.19 Simone Galib 0 Comments

    Hoje, 8 de março, é o Dia Internacional da Mulher. Mas, as brasileiras não têm muito o quê comemorar. Não que sejam desmerecedoras de todas as homenagens. Ao contrário. Mas, porque estão em risco e em muitas famílias o clima é de luto e muita dor. Os números assustam. 

    Apenas nos primeiros 20 dias de 2019, o Brasil registrou 107 casos de feminicídio, 69 deles consumados e 39 classificados como tentativas. O país hoje ocupa o 5º lugar no mapa global da violência contra a mulher.

    O levantamento foi publicado pelo jornal O Globo tendo como base um estudo feito pelo professor Jefferson Nascimento, doutor em Direito Internacional pela USP. Os crimes ocorreram em 94 cidades brasileiras de 21 estados. E boa parte deles dentro de casa, o que é mais assustador ainda!

    Com certeza, esses números já aumentaram - e muito. No Carnaval, houve vários casos de mulheres espancadas e assassinadas por seus namorados ou companheiros, a maioria por motivos banais, segundo relatos da polícia.

   No Espírito Santo, uma mulher de 39 anos teve o rosto desfigurado e foi jogada na estrada pelo namorado. Somente nesta sexta-feira, data em que o mundo rende suas homenagens, já temos o registro de dois feminicídios. E olha que o dia ainda não terminou.

    Foram muitas conquistas femininas até agora. Mas, no Brasil, hoje, infelizmente, as mulheres perdem a sua mais importante bandeira e a única que realmente interessa: o direito à vida!

  #diainternacionaldasmulheres   

     
















0 comentários: