FUNDÃO ELEITORAL X FILME DE ÓDIO X FRENTE NACIONAL: O BRASIL ESTÁ PERIGOSO!

4.9.19 Simone Galib 0 Comments

          Nesta quarta-feira, 4 de setembro, três notícias me chamaram particularmente a atenção, trazendo-me a incômoda sensação de que não sou cidadã brasileira, mas refém de bandidos. Fatos muito graves estão acontecendo por aqui. 

    A primeira foi a aprovação pela Câmara dos Deputados, na calada da noite, de um projeto de lei sobre fundo eleitoral que, entre outros itens, permite que os parlamentares usem o dinheiro para pagarem advogados. São milhões tirados do orçamento público para beneficiá-los.

DILMA ROUSSEFF                           LULA MARQUES/FOTOS PÚBLICAS
         A segunda foi o lançamento da Frente Nacional de Soberania, em Brasília, formada por velhas raposas políticas, muitas expulsas do poder pelas urnas, outra por impeachment e boa parte é investigada por corrupção. 

        Dilma Rousseff, com sua linguagem extraterrestre, voltou a pisar na Câmara pela primeira vez desde que foi tirada do poder. A ideia desses parlamentares, que muitos brasileiros tentam apagar da memória sua existência, é ser oposição ao governo Bolsonaro, eleito democraticamente por mais de 57 milhões de brasileiros.

       Nas mídias sociais, o tal movimento já está sendo chamado de Frente Nacional do Crime Organizado. E é mesmo.

        Por fim, a terceira foi a veiculação de um vídeo curta-metragem, exibido em um canal do YouTube, mostrando o sequestro da filha de Sergio Moro, exigindo a liberdade de Lula para soltá-la.

       Não assisti ao vídeo - e nem vou divulgá-lo porque é de tamanha mediocridade que não merece. Mas, só em ver a foto com uma adolescente, com sequestradores encapuçados ao fundo, me senti muito mal. O país transpira ódio, promovido por aqueles que nos saquearam, não aceitam a derrota e querem a qualquer preço voltar ao poder.
        
       Agora, no final da noite o site O Antagonista publicou que o ministro Sergio Moro pediu à Polícia Federal a abertura de um inquérito para investigar os responsáveis pelo filme.

      Segundo informou o próprio canal onde é exibido, os atores levaram cinco meses ensaiando. Ou seja: tem gente patrocinando o trabalho.  Agora, os autores podem ser processados por ameaça e apologia ao crime.

      Que o sejam mesmo, para que Lula continue preso e o Brasil livre de uma vez por todas!  

      

     

0 comentários: