BLACK FRIDAY: SITES DE ROUPAS, JOIAS E BRINQUEDOS SÃO OS MAIS VISADOS PARA GOLPES!

25.11.19 Simone Galib 0 Comments


         Não são apenas os consumidores que estão em contagem regressiva pela black friday.  É a época do ano em que os cibercriminosos mais atuam para ganhar dinheiro com informações roubadas no comércio eletrônico.

        No Brasil, a data é a preferida do cibercrime, uma vez que os ataques de phishing aumentam pelo menos quatro vezes se comparado ao restante do ano. O mercado prevê vendas em torno de R$ 3,5 bilhões. Mas é também o Natal antecipado dos golpistas.

       Os pesquisadores da Kaspersky, empresa internacional de cibersegurança, analisaram as ameaças relacionadas à data. E alertam para o uso de botnets que roubam credenciais de internet/mobile banking e dados de cartões.

      As botnets são redes de computadores infectados por malware. Ele pode baixar outros programas maliciosos para executar várias tarefas.

        Quando os usuários ficam mais atentos contra esses ataques, o fraudador busca outras vias para consumar seu golpe, incluindo o uso de botnets.

      "Isso faz com que os computadores infectados tornem-se vetores de ataque contra os próprios donos e são usados para roubar seus dados financeiros, explica Fabio Assolini, analista sênior da Kaspersky no Brasil.
     
        As pesquisas da empresa junto a essas redes maliciosas revelam 15 famílias de malware atuando em 91 lojas de comércio eletrônico. Os ataques afetam tanto as plataformas web quanto as versões para dispositivos móveis.

OS MAIS VISADOS       


      Lojas de roupas, joias e brinquedos estão entre os e-commerces alvo desta temporada, com 28 sites destas categorias atacados por malware.

      Em 2º lugar, aparece o setor de entretenimento, como filmes, músicas e jogos (20 sites atacados), seguido pelo de viagens - agências de passagens online, serviços de táxis e hotéis (15 sites conhecidos atingidos) 

COMO SE PROTEGER

. Ter um programa de segurança é essencial 

.  Não clique em links desconhecidos enviados por e-mail ou redes sociais, mesmo aqueles vindos de amigos (a menos que esteja esperando).

.  Para identificar sites suspeitos, preste atenção ao endereço e consulte a lista dos fraudulentos. Na dúvida, não compre mesmo sendo uma ótima oferta. 

.  Prefira serviços de pagamentos que usem a autorização com duas ou três etapas.

    Para saber mais sobre os golpes mais comuns na black friday, dá uma olhada no Securelist.com

  



0 comentários: