MINISTRO DA CORTE PEDE BLINDAGEM DE R$ 3,4 MILHÕES: ELE TEM MEDO DE QUÊ?

19.1.20 Simone Galib 0 Comments

       Nunca existiu crise no Brasil, pelo menos para uma parcela muito privilegiada de políticos e seus agregados que durante anos viveram e enriqueceram graças ao dinheiro público.

      Entre os casos surreais que vamos descobrindo no dia a dia, o mais recente são os futuros gastos do Supremo Tribunal Federal: a Corte vai desembolsar R$ 3,4 milhões para cuidar da segurança de um único ministro em São Paulo.

     A informação consta de um edital do próprio STF, que acabou vazado para a imprensa na sexta-feira (17). O texto não revela o nome do ministro para não colocar em risco "a segurança do tribunal", segundo a assessoria de imprensa do tribunal.

    Três deles têm casa em São Paulo: Dias Toffoli, Ricardo Lewandovsky e Alexandre de Moraes. Diz ainda o edital que serão 16 seguranças, que devem trabalhar mesmo quando o ministro estiver em Brasília. Essa escolta armada será responsável também pela locomoção de sua família.

      O edital foi publicado agora em janeiro, o mês em que a maioria dos brasileiros se endividam para pagar os impostos extorsivos, como IPVA e IPTU, além de suas despesas normais para sobreviver e, principalmente, para manter as regalias do poder, especialmente as desta Corte.

     O pedido de escolta armada 24 horas para um único membro do STF é a maior prova de que o medo deste ministro, a ponto de pedir uma "blindagem milionária", é tão grande (ou até maior) dos prejuízos que o tribunal vem causando ao país. Eles sabem exatamente o que estão fazendo!

       Mais preocupante ainda é saber veio à tona, em pleno recesso parlamentar e que já está marcado um julgamento que pode anular a condenação da sentença da Lava-Jato do principal líder do organização criminosa que saqueou o Brasil nas últimas décadas.

      Seria uma medida preventiva para um plano já está traçado e pelo que vem por aí?

      Deixem aqui suas apostas!

0 comentários: