O VEXAME DO BRASIL EM HOLLYWOOD E AS BOAS SURPRESAS DO OSCAR 2020!

10.2.20 Simone Galib 0 Comments

        O Oscar 2020 fez história e trouxe grandes surpresas, dentro e fora do tapete vermelho. A mais impactante delas foi a premiação de Parasita, filme coreano que levou quatro estatuetas das seis indicações, saindo como o grande vencedor da noite.

     As grandes estrelas sentadas nas primeiras filas não conseguiram esconder o sorriso amarelo, enquanto parte do elenco coreano pulava de alegria no palco. Afinal, pela primeira vez um filme estrangeiro faturava, merecidamente, o prêmio máximo do cinema americano.

     O longa do diretor Bong Joon-Ho ganhou como melhor filme internacional, melhor roteiro original, melhor diretor e melhor filme. Hollywood não está acostumado a dividir holofotes!
      Outro bom momento foi a vitória de Brad Pitt como melhor ator coadjuvante no filme Era uma vez em Hollywood. Lindo e talentoso, ele dedicou o prêmio aos filhos. "É por eles que tudo faço."

FORA DO CONTEXTO!
      Enquanto isso, no Brasil, acontecia outra situação inédita: boa parte dos brasileiros fez a maior festa nas mídias sociais quando  Democracia em Vertigem, de Petra Costa, perdeu o Oscar de melhor documentário para o filme American Factory, o primeiro da produtora de Michele e Barak Obama.

      Aliás, a polêmica envolvendo a cineasta começou desde a indicação do filme - e por vários motivos. O primeiro deles é que ela mentiu sobre o que aconteceu no Brasil durante o impeachment de Dilma Roussef, contando a história sob a ótica ideológica.

    O segundo é pelo fato de Petra Costa ser herdeira da construtora Andrade Gutierrez, envolvida nos escândalos de corrupção da Lava-Jato. Aliás, a força-tarefa foi amplamente divulgada nos EUA e o então juiz Sergio Moro, super premiado.  

     A cineasta ainda foi à TV americana e deu uma entrevista difamando o Brasil. Ela disse, entre outras inverdades, que a Amazônia está virando uma savana e que há perseguição contra minorias.    

    Se há alguma vertigem em nossa democracia, esta vem do Judiciário e do Congresso, que tentam dificultar a luta contra a corrupção e obstruir os projetos do atual governo em benefício próprio - e não do país. 
      Para finalizar, ainda usaram o red carpet, símbolo de uma indústria bilionária, para fazer protestos políticos. A comitiva brasileira surgiu com cartazes de militância escritos em inglês e até uma índia de cocar e unhas pintadas.

    Não era hora, nem lugar para tamanha deselegância. A imprensa internacional ignorou e as memes foram inevitáveis por aqui!

PROTESTO GLAM!
    Os americanos também fizeram seus protestos. Só que bem mais discretos e glamourosos, como o da atriz Natalie Portman.

   Ela usou sobre o vestido uma capa bordada com os nomes das mulheres que não foram indicadas pela Academia e seu recado viralizou mundo afora. 

   Quando é que nós, brasileiros, vamos deixar de passar vergonha internacional?
     

        

0 comentários: