MARCAS DE LUXO FABRICAM ROUPAS DE PROTEÇÃO PARA MÉDICOS AO REDOR DO MUNDO!

25.3.20 Simone Galib 0 Comments

     A indústria mundial da moda está dando um belo exemplo de ajuda humanitária para enfrentar a pandemia de coronavírus.

    Para abastecer os hospitais com máscaras e jalecos para médicos e enfermeiros, que lutam 24 horas contra a doença, as grandes marcas internacionais entraram na linha de produção voluntária.
     
     Gucci, Ermanno Scervino,Valentino, Prada, Salvatore Ferragamo e Fendi, entre outras, são algumas das grifes que pediram às costureiras para trabalhar, mesmo em casa, usando tecidos específicos para a rede hospitalar. 

    Valentino, por meio do grupo Mayhoola, que também inclui Balmain e Pal Zileri, doou 2 milhões de euros para a UTI de um hospital de Milão e o restante à proteção civil italiana.
     
    A Prada, além de doações, está produzindo 80 mil vestidos e 110 mil máscaras para o pessoal de saúde da Toscana. A entrega é diária e só termina em 6 de abril. 

     A Gucci está confeccionando em suas fábricas mais de 1 milhão de máscaras e 55 mil vestidos para hospitais italianos. A grife também doou 2 milhões para algumas das principais organizações de saúde da Lombardia, Vêneto, Toscana e Lazio.

    Outra gigante do luxo, a LVMH, converteu seus laboratórios de cosméticos para fabricar álcool em gel e encomendou 40 milhões de máscaras da China.

   O proprietário Bernard Arnault, o homem mais rico da Europa, financiou toda a primeira semana de entrega, desembolsando 5 milhões de euros.

   Na Espanha, o grupo Inditex, que inclui a Zara, enviou 10 mil máscaras da China e outras 300 mil estão a caminho.

    O Grupo H&M também utiliza sua cadeia de produção para criar equipamentos de proteção individual aos profissionais de saúde.

   "O coronavírus atinge drasticamente cada um de nós e estamos fazendo o possível para oferecer nosso melhor apoio à população mundial", diz um comunicado do grupo.

   Cada um fazendo a sua parte!
   
    

0 comentários: