O QUE É PIOR, BRASIL: ENFRENTAR O CORONAVÍRUS OU O USO MALDOSO DA PANDEMIA?

17.3.20 Simone Galib 0 Comments

     Com o mundo paralisado pela pandemia provocada pelo coronavírus, o que nos contagia e nos assusta de verdade aqui no Brasil é a famosa "lei de Gerson" (a velha prática de querer levar vantagem em tudo). E ela não respeita tragédias, nem pestes mundiais!

   A lei da vantagem, ou do jeitinho brasileiro, hipocritamente, está sendo utilizada neste momento por alguns setores da sociedade (políticos, parte da imprensa, comerciantes etc), que tumultuam ainda mais o cenário conturbado e inusitado da doença. Eles querem a desgraça. Nós buscamos a cura!  

   Então, eu questiono:

   O que é pior: o vírus ainda desconhecido pela ciência ou o uso maléfico que alguns fazem dele em total desrespeito à vida?

   Usar a desculpa da "preocupação" com a saúde pública para fazer intrigas ou o medo de contrair o vírus? 

   Correr o risco de contrair o vírus ou ver as portas dos presídios serem abertas para desespero da população que há anos enfrenta a pandemia da violência?

   Quantas pessoas não morreram e ainda morrem assassinadas diariamente? Mas, aqui, o desejo de libertar a população carcerária parte dos próprios tribunais de Justiça!

   E continuo questionando:

   O que é pior: ter um teste positivo ou ver alguns parlamentares e governadores oportunistas conspirando contra seus próprios eleitores?

   Por essas e outras, milhares de brasileiros saíram às ruas no dia 15/03, mesmo correndo sérios riscos de contágio, para dizer a eles: "Basta! Cansamos. Vocês afetam nossa saúde muito mais do que qualquer vírus."

    Mas, eles fingiram não entender, ignoraram a voz das ruas e a inveja, por serem tão odiados pela sociedade, deixou-os ainda mais raivosos. Agora, buscam, à força, impor um protagonismo que não têm - e jamais terão.

   E mais: estão usando a pandemia para criar insegurança jurídica e política no país. As intrigas se intensificam. Essa gente não é nada misericordiosa. 

   Triste ver os exemplos de desequilíbrio partindo justamente daqueles eleitos, em tese, para jogar a favor do país - e não apenas para defender seus próprios interesses mesquinhos. 

   Portanto, não podemos entrar em pânico com o coranavírus. Ao contrário, devemos tomar todas as precauções médicas, com serenidade e fé, para enfrentar os vírus realmente perigosos que infestam o Brasil - e não querem abandonar seus predadores. 

    Podem estar certos que nossa imunidade ficará ainda mais forte. Ao contrário dos outros países, que se mostram preocupados em manter seu povo em segurança, alguns de nossos políticos nos induzem ao caos. São esses sanguessugas que nos metem medo!

   

   
   


0 comentários: