TRUMP ASSINA MEDIDA PARA MANTER LIBERDADE DE EXPRESSÃO NAS MÍDIAS SOCIAIS!

28.5.20 Simone Galib 0 Comments

     O presidente Donald Trump assinou nesta quinta-feira (28) ordem executiva que pode resultar em sanções contra empresas de mídias sociais sob alegação de preconceito contra conservadores.

   "Estamos aqui hoje para defender a liberdade de expressão de um dos maiores perigos", afirmou.


  A medida foi tomada dois dias depois que o Twitter adicionou links de verificação de fatos a dois dos tweets de Trump, que alegam falsas votações por correio.

  Ele também disse que o chefe de cada departamento executivo e agência deve revisar os gastos federais em publicidade e marketing pagos às plataformas online.

  Além disso, a ordem instruiu a Comissão Federal de Comércio a tomar medidas para proibir "práticas enganosas ou injustas" e permitir que as pessoas reclamem, caso achem que as empresas estejam agindo de maneira contrária às suas próprias regras e práticas.

  "Como presidente, deixei claro meu compromisso com o debate aberto e gratuito na internet. Esse debate é tão importante quanto os de nossas universidades, de prefeituras e de nossas casas", diz a medida.

 Donald Trump completou: 

  "É essencial para sustentar nossa democracia. Em um país que há muito aprecia a liberdade de expressão, não podemos permitir que um número limitado de plataformas escolha o discurso que os americanos podem acessar e transmitir online".
  
   Questionado se ele excluiria sua conta no Twitter, Trump disse: "Se tivéssemos uma imprensa justa neste país, eu faria isso em um piscar de olhos", acrescentando que sua presença nas mídias sociais permite que ele alcance mais pessoas. Trump tem 80,4 milhões de seguidores na plataforma.

  O presidente ficou muito irritado depois que o Twitter verificou seus posts esta semana, em que afirmava que as cédulas por correio na Califórnia são "substancialmente fraudulentas" e resultarão em uma "eleição fraudulenta".

   Na quarta-feira, o Twitter elaborou sua decisão de verificar os tweets do presidente, escrevendo:


  "Adicionamos um rótulo a dois tweets do @realDonaldTrump sobre os planos de votação por correio da Califórnia como parte de nossos esforços para reforçar nossa política de integridade cívica. Acreditamos que esses tweets podem confundir os eleitores sobre o que precisam fazer para receber uma cédula e participar do processo eleitoral ".

   O presidente acusou a plataforma de mídia social de "interferir nas eleições presidenciais de 2020" e disse que não permitiria que o Twitter sufocasse a liberdade de expressão.


 "Vamos regular fortemente, ou encerrá-los antes que possamos permitir que isso aconteça", ele postou na manhã de quarta-feira.

   Que a atitude de Trump sirva de exemplo para o que estamos vivendo hoje no Brasil!

0 comentários: