LUXO: BIOSSEGURANÇA É O PROTOCOLO DA VEZ PARA CONSUMIDORES DE ALTO PADRÃO!

24.7.20 Simone Galib 0 Comments

   Como será o mercado de luxo a partir de agora? As mudanças estão muito mais relacionadas a comportamento (saúde em primeiro lugar) do que à redução de bens de consumo, segundo uma pesquisa feita com brasileiros de alto poder aquisitivo.

   A pandemia tornou esse segmento milionário não essencial, embora seja grande gerador de empregos. Lojas de grifes ficaram fechadas por meses, desfiles e semanas de moda buscaram novos formatos de comunicação e até lançamento de perfume, como o da maison Yves Saint Laurent, foi feito por live.

   Mas, será que o novo comportamento veio para ficar? Sim, a biossegurança é o protocolo da vez para os consumidores endinheirados. Segundo a pesquisa, 91% dizem que a transparência com os procedimentos de higiene dos espaços, principalmente nos shoppings, das peças e dos cuidados com equipes farão com que as marcas continuem na lista das favoritas ou não. 

  O estudo foi realizado pela Hibou, empresa especializada em monitoramento de mercado e consumo, com mais de 500 brasileiros da classe A, sendo 78% mulheres e 22% homens, que só compram produtos de alto padrão.   

   Os índices são interessantes:

  • 46% desses consumidores não tiveram redução de renda, mas 56% abordaram o impacto negativo do isolamento em sua rotina.
  • 49% não se identificam com os serviços e negócios do seu bairro e 20% sequer tentaram uma nova relação de consumo.
  • Para 72% as grande preocupações durante a pandemia foram a saúde da família e a alimentação.

   Ficar em casa também ganhou um novo significado para esse perfil: a sala de estar (68%) e a cozinha (61%) aproximaram a família, tornando-as mais interativas.   
   Outros 53% voltaram a atenção para o seu próprio bem-estar, reavaliando relações pessoais. E nada de roupas velhas e surradas para o dia a dia: elas podem ser confortáveis, mas dentro dos padrões que estão habituados a usar.  


COMPRAS E EVENTOS

 Neste universo, 64% fazem várias compras online, mas 58% gostam de ir ao shopping para adquirir suas marcas favoritas e 27% querem manter o hábito de frequentar lojas desde que sejam seguras.

  A pesquisa também revela que sair menos para locais públicos será a tendência nos próximos meses. Frequentar casas de amigos ou ambientes com menor fluxo de pessoas são as preferências deste público. 

  Tanto que 71% dos que programavam uma comemoração externa no segundo semestre, consideram realizá-la em petit comité em sua própria casa. 







0 comentários: