HOTÉIS DE LUXO DO BRASIL DENUNCIAM GOLPES NAS MÍDIAS SOCIAIS

25.9.20 Simone Galib 0 Comments


   Os hotéis e pousadas de luxo do Brasil têm sido vítimas de sucessivos golpes de fraudes nas mídias sociais. Os criminosos atuam de norte a sul do país para acessar dados dos usuários e até clonar o whatsapp.

  O alerta é da Brazilian Luxury Travel Association (BLTA), que representa o segmento luxo no Brasil e no exterior. Dos 39 empreendimentos associados, somente dois deles não foram vítimas de golpes no Facebook e no Instagram.  

  Simone Scorsato, diretora executiva da BLTA, diz que esta não é uma situação exclusiva dos seus membros, também afetando outras associações de hotelaria e turismo. 

  'No grupo de whatswapp dos membros da BLTA são frequentes os relatos de contas fake e pedidos de denúncias das mesmas', afirma.

   Os golpistas agem da seguinte forma: criam contas falsas com nomes parecidos (geralmente adicionam um número no final, um ponto, br etc) e oferecem vantagens, como sorteio de diárias.

   Ao receberem os dados das vítimas, os estelionatários enviam uma mensagem de texto que, ao ser acessada, permite a clonagem automática do whatsapp, abrindo espaço para a extorsão.

  Alguns desses estabelecimentos foram vítimas da fraude mais de uma vez. A pousada Estrela D´Água, em Trancoso (BA), teve duas contas falsas criadas com o seu nome, que ofereciam sorteios de diárias.

  Em São Paulo, os hotéis Unique e Unique Garden (na capital e em Mairiporã, respectivamente) lutam para excluir cinco perfis falsos ainda ativos no Instagram.

  Todos já foram exaustivamente denunciados, mas a plataforma diz que essas contas não ferem suas diretrizes. 

   Segundo a BLTA, os perfis falsos movimentam mais de 30 respostas por dia junto aos usuários, número, aliás, que já chegou a 50.

   A pousada de luxo Rancho do Peixe, em Jericoacoara (CE) já teve seu perfil clonado três vezes. E em todas essas situações foi alertada pelos próprios hóspedes sobre a tentativa de golpe e a oferta de diárias gratuitas.

  O Cristalino Lodge, em Alta Floresta (MT), chegou a publicar um comunicado em português e em inglês em seu perfil no instagram, alertando sobre o golpe.H

  Para não cair nas armadilhas dos estelionatários, os usuários devem desconfiar de contas com número baixo de seguidores ou ofertas tentadoras. É sempre bom checar no site do hotel ou pedir informações ao seu agente de viagens.

   Sabemos o quanto é difícil combater esses golpes digitais. Segundo o Psafe, laboratório especializado no assunto, a estimativa é que a clonagem do whatsapp já atingiu mais de 3 milhões de pessoas no Brasil em 2020.

  Em 2019, o Facebook excluiu 6,5 bilhões de contas falsas.



 


  



 


 

0 comentários: