BRASILEIROS FRETAM AERONAVES PARA VIAGENS DE LAZER E NEGÓCIOS!

16.10.20 Simone Galib 0 Comments


    Famílias e empresas descobrem um jeito bem mais seguro de viajar em tempos de isolamento social: estão fretando aeronaves.

    Lançada em março, a startup Fly Adam viu a procura pelo serviço disparar durante a pandemia.

   

Hoje, o aplicativo registra em média 10 mil novos pedidos de cotação por mês. E realiza semanalmente inúmeros voos para transporte de passageiros, de carga, operações domésticas e internacionais.

"As pessoas estão descobrindo que fretar uma aeronave custa menos do que se imagina e pode oferecer mais vantagens", diz Daniel Diniz, CEO da startup.

  Os fretamentos custam em média a partir de R$ 11 mil, dependendo do modelo da aeronave e da rota. Há opções de monomotor a jatinhos. E em voos de última hora esses valores podem custar até 50% menos. 

   Outro fator que está impulsionando o negócio é a drástica redução da malha aérea. Se antes a aviação comercial atendia a mais de 100 cidades em todo o país, hoje com o corte alguns destinos ficaram isolados ou com poucos voos, explica Diniz.

  A Fly Adam conecta as empresas de táxi aéreo diretamente a clientes, tornando-se o primeiro marketplace de mobilidade aérea no Brasil.

  Disponível nas versões android e o IOS, o aplicativo é simples: basta inserir a origem, rota, data desejada e número de passageiros.

  O resultado da pesquisa traz todas as possibilidades de aeronaves e seus respectivos custos. Isso evita o trabalho de navegar em vários sites, preencher formulários e aguardar a cotação.

  Hoje, existem cerca de 120 empresas aéreas certificadas para prestar o serviço no Brasil. A plataforma só aceita o cadastro de aeronaves homologadas pela ANAC (Asssociação Nacional de Aviação Civil), com o selo Voe Seguro, concedido às habilitadas para o serviço de táxi aéreo.

   Gostou da ideia? Todas as informações estão disponíveis em flyadam.com.br! Faça a cotação, alugue o seu jatinho, livrando-se das aglomerações de aeroportos, e boa viagem!







0 comentários: