REGIÕES DA ITÁLIA, COMO LOMBARDIA E CAMPANA, ADOTAM TOQUE DE RECOLHER!

21.10.20 Simone Galib 0 Comments


 
    Os brasileiros amam a Itália e muitos já se planejam para viajar ao país no final do ano, com a reabertura das fronteiras. Mas, a situação de mobilidade volta a se complicar: a Lombardia, na região norte, se prepara para um toque de recolher por três semanas.

  Esta é a medida mais restritiva contra o coronavírus desde que o país saiu do bloqueio nacional, no início da primavera no hemisfério norte.

    O toque de recolher, das 23h às 17h, está previsto para começar na noite desta quinta-feira (22) e deve se estender até 13 de novembro.

    No sábado, a Lombardia ordenou que seus bares fechassem à meia-noite e proibiu o consumo de comida e bebida nas áreas públicas externas. Os restaurantes ficaram praticamente vazios.

   Vale lembrar que a região foi a mais atingida do país durante a primeira onda do vírus nos primeiros meses de 2020.

   A região da Campânia, no sul, anunciou que também adotaria o toque de recolher já neste fim de semana. Isso porque autoridades do centro regional de Nápoles avisaram que a cidade tinha apenas 15 leitos de terapia disponíveis. 

  No Facebook, o prefeito de Milão, Beppe Sala, explicou que o número de 113 pessoas hoje em tratamento intensivo na Lombardia subiria para cerca de 600 até o final de semana, sobrecarregando o sistema, caso novas medidas não fossem impostas. 

   

Para Francesco Bini, chefe do departamento de pneumologia do Hospital Garbagnate, de Milão, a densidade e a atividade comercial da Lombardia estão exacerbando a transmissão do vírus.

 "A Lombardia é uma região muito dinâmica, ativa, com uma grande população, concentrada principalmente nas cidades. Fazer muitas coisas, ver muitas pessoas, ter muito trabalho e reuniões facilitam a propagação do vírus." disse ele à AFP.

  Em outros países do bloco, medidas restritivas também estão sendo adotadas. Portanto, se você não tem um forte motivo para viajar, este não é o melhor momento para ir à Europa.




0 comentários: