VACINA DA MODERNA TEM 94% DE EFICÁCIA E DEVE SER LIBERADA NOS EUA!

16.12.20 Simone Galib 0 Comments


    O FDA, órgão regulador, deu nesta terça-feira seu parecer à vacina da Moderna, a próxima autorizada para uso emergencial nos EUA. A aprovação deve ser anunciada nesta sexta-feira (18).  

   Não foi encontrado nenhum problema de segurança e ela tem 94% de eficácia.

    A vacina, porém, não está isenta de provocar alguns efeitos colaterais. Nove entre dez pessoas que receberam o imunizante registraram alguns sintomas, a maioria de gravidade leve ou moderada, que duraram de um a três dias após a injeção.

   Um relatório de 53 páginas, divulgado pelo FDA, mostra que os efeitos mais comuns foram: dor no local da injeção (91,6%); fadiga (68,5%); dor de cabeça (63%); dor muscular (59,6%), dor nas articulações (44,8%) e calafrios (43,4%).

   A maioria deles é esperada com aplicação de vacinas que geram uma resposta imunológica no corpo. Essas reações foram desagradáveis, mas não ameaçadoras.

   É difícil fazer uma comparação com a vacina da Pfizer, a primeira aprovada no país, porque ambas tiveram estudos clínicos diferentes.

   Por exemplo: o estudo da Pfizer dividiu os resultados por idade em dois grupos: maiores e menores de 55 anos. Mas, à primeira vista, parece que os efeitos colaterais da Moderna foram mais comuns e graves do que os da Pfizer.

   As reações mais comuns com a vacina da Pfizer foram dor no local da injeção (84%), fadiga (63%), dor de cabeça (55%), dor muscular (38%), calafrios (32%), dor nas articulações (24%) e febre (14%).

   Porém, esses ensaios clínicos - cada um deles com milhares de pessoas - revelam que ambas protegem contra a covid-19. A Pfizer apresentou 95% de eficácia e a Moderna, 94%.

   Mas, ainda não está claro se elas previnem a transmissão do vírus e não se sabe também quanto tempo a proteção vai durar.

   A FDA deve autorizar o uso emergencial da Moderna, fabricada por uma empresa americana, nesta sexta-feira (18), informa o New York Times.

PAÍSES RICOS

   Apesar da grande expectativa, a vacina da Moderna deverá inicialmente ser usada somente pelos países mais ricos.

   Os primeiros lotes - 20 milhões em 2020 e 80 milhões em 2021 - já foram reservados pelos EUA. A União Europeia também já comprou 80 milhões de doses.

   Japão, Canadá, Reino Unido e Catar também terão suas remessas.




0 comentários: