GOVERNO DE NOVA YORK ESCONDE NÚMEROS DE IDOSOS MORTOS COM CORONAVÍRUS EM ASILOS!

12.2.21 Simone Galib 0 Comments


   O governador de Nova York, Andrew Cuomo, foi acusado de ter escondido a contagem verdadeira de mortos por covid-19 em lar de idosos para enganar os promotores federais.

   Nesta sexta (12), 14 senadores estaduais democratas de Nova York emitiram uma declaração conjunta, pedindo a remoção dos poderes de emergência do governador Cuomo.

   O caso foi revelado com exclusividade pelo jornal New York Post. "Basicamente, nós congelamos", disse a secretária do governador Melissa DeRosa aos legisladores, informa o jornal, que apresentou áudio. 

    O motivo, segundo ela, foi "porque estávamos em uma posição em que não tínhamos certeza se o que íamos informar à Justiça seria usado contra nós e não sabíamos se haveria uma investigação".

   De Rose pediu desculpas aos legisladores em uma videoconferência privada de duas horas.

   Ainda segundo o jornal, o governo rejeitou um pedido legislativo para apurar o número de mortos em lares de idosos porque "bem na mesma época o então presidente Donald Trump transformaria isso em um gigante futebol político", afirmou ela.

   O fato é que mais de 9 mil pacientes em recuperação de coronavírus no estado de Nova York foram liberados de hospitais para asilos no início da pandemia.

   A ordem depois foi descartada por conta de críticas, alegando que o surto foi acelerado.

   Agora, há informações que esse número de pacientes mandados para asilos é 40% maior do que havia sido divulgado anteriormente pelas autoridades de saúde do estado. Ou seja: foi de mais de 15 mil.

   O deputado democrata Ron Kim disse ao Post que "eles tinham primeiro se certificar de que o estado estava protegido contra investigações federais". 

   O deputado perdeu um tio suspostamente de coronavírus em uma casa de repouso em abril, informou o jornal.

  "Quem se importa se morreram no hospital ou em uma casa de repouso? Eles morreram", disse o governador Cuomo em meio à controvérsia, evitando comentar o fato de que ele ordenou que as casas de repouso de Nova York recebessem pacientes positivos no início da pandemia.

0 comentários: