NOVO ANO LUNAR REGISTRA QUEDA NAS VIAGENS E DEIXA CHINESES FURIOSOS!

8.2.21 Simone Galib 0 Comments

    
Se 2021 está sendo atípico para boa parte do mundo, na China não é diferente. As celebrações do Ano Novo Lunar também sofreram restrições por conta do coronavírus. O governo pediu à população que evitasse viagens não essenciais e festas foram canceladas.

   O Ano Novo Lunar, também conhecido como Festival da Primavera, é o feriado mais importante do calendário chinês. Este ano começou em 28 de janeiro e tem a duração de 40 dias.

  Até 2020, milhões de pessoas lotavam estações de trem, rodoviárias e aeroportos para realizar viagens domésticas, comemorando a data com seus familiares, e internacionais, lotando os principais pontos turísticos do mundo.

   Mas, a Comissão Nacional de Saúde da China decretou novas regras para evitar a disseminação do vírus.

   Os viajantes devem fazer um teste de covid-19 com resultado negativo uma semana antes e, na volta, precisam ficar 14 dias em casa, relata a CNN.

   Em algumas províncias, as regras são ainda mais rígidas: eles precisam ficar duas semanas em um hotel de quarentena aprovado pelo governo antes de retornarem ao lar.

   Muitos chineses ficaram furiosos e desabafaram sua ira nas redes sociais.

   Enquanto boa parte do mundo ocidental sofria (e ainda sofre) violentamente com os efeitos da pandemia, a China celebrava o sucesso no combate à doença, que já matou mais de 2 milhões de pessoas no planeta.

   Mas, nem tudo é o que aparenta ser. Em janeiro de 2021, foram registrados mais de 2 mil casos positivos nas províncias do norte do país, o maior número desde março de 2020.

   No ano passado, a província de Wuhan, o epicentro inicial do surto, foi bloqueada dois dias do Ano Novo Lunar.

   Isso não impediu que milhares de chineses viajassem, já que as autoridades chinesas não divulgaram que o vírus era transmissível entre as pessoas, muito menos admitido que já havia se espalhado para fora de Wuhan.

   Aliás, quando começou o bloqueio milhões de moradores de Wuhan já haviam retornado do feriado, o que acelerou a disseminação do vírus. 

VIAGENS EM QUEDA

   A mudança nas férias dos chineses está sendo radical. No primeiro dia do início do festival, o aeroporto internacional de Pequim registrou queda de 86% no embarque de passageiros em relação a 2020. E em todo o país, a redução foi de 71%.  

  Segundo o Ministério dos Transportes, 1,15 bilhão de viagens estão previstas durante os 40 dias do Ano Novo Lunar, número 61% a menos do que em 2019, um índice recorde. 

  O país também cancelou a celebração, comemorada em 12 de fevereiro, em várias cidades devido à pandemia. 


     







0 comentários: