O CATIVEIRO DE LUXO DE UMA PRINCESA ÁRABE EM DUBAI!

17.2.21 Simone Galib 0 Comments

     Depois de três anos sem aparecer em público ou fazer qualquer declaração, a princesa Latifa al-Maktoum, filha do sheikh Mohammed al-Maktoum, o poderoso governante de Dubai, quebrou o silêncio, contando detalhes da sua fuga do país onde nasceu.

    Ela foi recapturada e hoje diz viver em uma villa-prisão em Dubai, sob guarda armada, e diz temer por sua segurança. Latifa se auto denomina como "uma refém do pai".

   Os vídeos da princesa de 35 anos, exibidos pelo programa Panorama, da BBC, foram gravados secretamente por ela no cativeiro de luxo, onde está sendo mantida. 

  Latifa resolveu deixar o país, em 2018, em busca de liberdade. E sua fuga foi dramática com direito a jet skis e até um iate. No final, sofreu uma captura dolorosa e teve repatriação forçada.

Pálida, Latifa grava vídeos da villa-prisão    Reprodução/BBC

    Nos vídeos obtidos pela emissora britânica, ela conta que foi interceptada por tropas indianas, que atacaram seu barco com bombas e granadas. O iate estava há oito dias no mar.

  Depois, a drogaram para que se mantivesse quieta e a mandaram de volta para casa, onde, segundo lhe disseram os captores, "nunca mais veria a luz do sol".  

   Quando foi interceptada pelo comando armado, ela disse que queria asilo, não podia ser recapturada porque estava em águas internacionais.

   De nada adiantou. Ela descreveu sua luta com dois oficiais dos Emirados Árabes Unidos. Disse que mordeu um no braço até que suas mãos foram amarradas com zíper e depois acabou dopada. Desmaiou e quando acordou já estava em Dubai.

   "Minhas mãos estavam muito machucadas e inchadas, porque os zíperes ainda estavam em mim e eu permanecia amarrada na maca", diz. 


   A última aparição em público da princesa foi em dezembro de 2018, quando foi fotografada ao lado de Mary Robinson, uma ex-ativista de direitos humanos.

  Na ocasião, Mary declarou que Latifa "estava agora sob os cuidados amorosos da sua família". E Latifa desapareceu.

  Amigos conseguiram dar a ela um celular e ela começou a gravar escondida os vídeos. Todos foram filmados no banheiro, pois era a única porta que podia trancar.

   Latifa conta que passou três meses em uma prisão antes de ser levada à atual villa na praia, onde vive solitariamente.

  "Esta villa foi convertida em uma prisão. Todas as janelas estão fechadas com grades. Há cinco policiais do lado de fora e duas policiais dentro de casa. Não consigo sair nem para tomar ar fresco", afirma em um dos vídeos.


OUTROS CASOS

 

Princesa Haia e o sheikh Mohammed     Reprodução/BBC

   
Em 2020, a Suprema Corte de Londres decidiu que o sheikh, além de orquestrar e ordenar o sequestro de Latifa, fez o mesmo com uma segunda filha, a princesa Shamsa, que foi capturada na área externa de um pub na Inglaterra.

  O tribunal também concluiu que ele fez uma campanha de medo contra sua sexta esposa, a princesa Haya da Jordânia, 45 anos, que fugiu para a Grã-Bretanha com seus dois filhos porque temia por sua vida.

   O mundo do luxo e do glamour de Dubai parece estar muito distante da família real! 


 







0 comentários: