SINAL DE ALERTA: CRESCEM 500% VENDAS DE PASSAPORTES DE COVID E TESTES NEGATIVOS FALSOS!

28.5.21 Simone Galib 0 Comments

    O passaporte digital sanitário, que entra em vigor na Europa e no Reino Unido neste verão (a partir de julho, no Hemisfério Norte), já é alvo de fraudes: versões falsas estão sendo vendidas na dark web e por meio do aplicativo de mensagens Telegram. Cuidado!

  O alerta é da Check Point Software, uma das líderes globais de equipamentos de cibersegurança. Segundo a empresa, houve um aumento de 500% no número de certificados falsos, entre março e maio de 2021.

  Entre os fornecedores, cinco foram localizados na dark web, em março, e neste mês de maio já havia mais de 100 canais no Telegram, oferecendo certificados de vacinas e de testes negativos falsos.

  Os certificados falsos à venda no Telegram incluem Estados Unidos (CDC, Centro de Prevenções de Doenças); Reino Unido (NHS, National Health Service), Alemanha, Índia, Rússia e o Certificado de Vacinação amarelo (registro oficial de vacinação criada pela OMS).

   Os clientes dos cibercriminosos podem ser ser pessoas que tiveram resultado de covid-19 positivo, se recusam a fazer o teste ou não desejam ser vacinados.

  A ação também ocorre porque usuários desatentos e em busca de orientações acabam atraídos para domínios de sites fraudulentos, achando tratar-se dos verdadeiros.

  A União Europeia vai oferecer ao viajante um certificado gratuito na forma de um QR code em um smartphone ou um documento em papel o qual mostrará que a pessoa está vacinada, que tem alguma imunidade por ter contraído o vírus ou teve resultado negativo em teste recente de PCR. 

  Há países que desejam lançar o seu próprio passaporte covid, como o Brasil, a Alemanha e a República Tcheca.

  Para a Check Point, é fundamental ter uma abordagem global unificada para verificar a validade dos certificados, pois regras fragmentadas facilitam que eles caiam nas mãos de cibercriminosos.

  "Fazemos um apelo aos governos para que se unam e ajam rapidamente no combate a essas fraudes", diz Fernando de Falchi, gerente de engenharia de segurança da empresa.

 COMO SE PROTEGER

 Atenção para sites com erros ortográficos.

 Instale apenas aplicativos verificados de fontes oficiais 

 Cuidado com os QR codes porque podem servir de acesso a informações contidas no dispositivo. Os atacantes substituem os legítimos por um que inicia uma URL maliciosa.

  Tenha sempre um aplicativo de segurança para proteger seu celular.








0 comentários: