UNIÃO EUROPEIA QUER PUNIR HUNGRIA POR LEI CONSIDERADA ANTI LGBT+

7.7.21 Simone Galib 0 Comments

    O assunto é euro polêmico: a União Europeia pressiona a Hungria e promete sanções, caso o país não desista de lei que eles consideram  anti LGBT+. 

 A nova lei, que deve entrar em vigor nesta quinta-feira (8), foi criada para reprimir a pedofilia, diz o governo húngaro. 

  Proíbe o compartilhamento de qualquer conteúdo retratando homossexualidade ou mudança de sexo para crianças menores de 18 anos em programas escolares de educação sexual, filmes e anúncios.

  O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban, diz que "a medida é para proteger as crianças", mas ele tem recebido críticas internacionais crescentes.

  A advertência ao governo foi feita por Ursula von der Leyen, chefe da Comissão Europeia. "É uma vergonha esta legislação, algo que vai contra os valores da União Europeia", disse.

  Um porta-voz do governo declarou que a atitude "é uma interferência sem precedentes" da UE nos assuntos internos do país. 

  Bruxelas também pressiona e avalia uma ação legal contra a Hungria e até mesmo a possibilidade de não liberar o pagamento de fundos de recuperação pós pandemia se a lei for mantida. Os demais parlamentares do bloco defendem a eventual suspensão de ajuda financeira. 

   Não é de hoje que surgem controvérsias entre a Hungria e demais estados-membros por conta de leis mais conservadoras. 
   
   Houve até ameaças de privar o país dos direitos de voto na UE, medidas impedidas pela Polônia e pela própria Hungria. 





0 comentários: