'É INSANO O QUE ESTÁ ACONTECENDO ÀS BOAS PESSOAS NO BRASIL', DIZ JASON MILLER

8.9.21 Simone Galib 0 Comments

    O episódio da "detenção" de Jason Miller, ex-assessor sênior de Donald Trump, nesta terça-feira (7), em Brasília, está repercutindo na imprensa americana. 

  O The Washington Post publicou que ele foi "brevemente detido e interrogado pelas autoridades brasileiras em um dia em que o país sul-americano se aproximava ainda mais de uma crise constitucional total."     

  Miller, CEO do site de mídia social GETRR, divulgou uma nota dizendo que ele e outros integrantes de sua comitiva foram "interrogados por três horas no aeroporto de Brasília, após terem participado do CPAC Brasil neste fim de semana", antes de ser liberado para voltar aos EUA.

  “Não fomos acusados ​​de nenhum delito e apenas disseram que eles queriam conversar”, disse Miller. “Informamos a eles que não tínhamos nada a dizer e acabamos sendo liberados para voar de volta aos Estados Unidos. Nosso objetivo de compartilhar a liberdade de expressão em todo o mundo continua! ”

  O jornal relata que o interrogatório de Miller foi ordenado pelo ministro do STF, Alexandre de Moraes.

  Segundo o Post, "a ordem foi mais um alimento para a crise constitucional paralisante no Brasil. Nas últimas semanas, Moraes decretou a prisão de vários apoiadores de Bolsonaro, enquanto supervisiona uma investigação nacional sobre desinformação".


  Nos dias que passou no Brasil, Miller foi recebido por Bolsonaro no Palácio da Alvorada e apareceu em fotos ao lado do presidente e de Eduardo Bolsonaro nas mídias sociais.

  Em entrevistas a podcasts americanos, o executivo elogiou os apoiadores de Bolsonaro e contou que "meio milhão de orgulhosos patriotas" deveriam comparecer ao movimento desta terça-feira.

  "O que vejo aqui é muito amor e muito entusiasmo pela liberdade de expressão e especialmente pelas pessoas que apoiam Bolsonaro. Eles estão sendo deplorados; eles estão sendo banidos pelas sombras; eles têm o braço forte da lei. É uma coisa bem maluca".

  Para dar a dimensão das manifestações que aconteceram hoje no Brasil no Dia da Independência, Miller explicou:   

  "É como ir à maior festa de 4 de Julho que você já viu, só que dez vezes maior. É incrível. Há emoção, energia. Eu amo essas pessoas".

  O próprio Miller publicou no Twitter, nesta madrugada de quarta-feira (8), o link da matéria do Post, em que escreveu:

  "É insano o que está acontecendo às boas pessoas no Brasil".

  O presidente Bolsonaro, falando para mais 1 milhão de pessoas na av. Paulista, citou o caso do empresário americano. Foi uma vergonha para o Brasil.

  











 
 

0 comentários: