FACEBOOK ATRIBUI QUEDA GLOBAL À 'MUDANÇA DE CONFIGURAÇÃO '!

5.10.21 Simone Galib 0 Comments

   A interrupção por seis horas no Facebook nesta segunda-feira (4) foi atribuída pela empresa a uma "mudança de configuração defeituosa".

  Com a pane global, cerca de 3,5 bilhões de usuários não conseguiram acessar suas contas e nem os aplicativos WhatsApp, Instagram e Messenger.

  "Queremos deixar claro, neste momento, que acreditamos que a causa raiz dessa interrupção foi uma mudança de configuração defeituosa", postou o Facebook em seu blog na noite de segunda-feira.

  A empresa não entrou em detalhes sobre quem executou a mudança na configuração e se ela foi planejada.

  O apagão no Facebook é o maior já rastreado pelo Downdetector, grupo de monitoramento da web.

   Segundo a Reuters, especialistas em segurança acreditam que são possíveis um erro inadvertido ou até mesmo sabotagem por um insider.

   Além da queda nas ações, o Facebook - maior vendedor de anúncios online depois do Google, perdeu por hora cerca de US$ 545 mil em receita de publicidade nos EUA, estima a empresa de medição de anúncios Standard Media Index.

  Link relacionado

  Enquanto o Facebook permanecia offline, o Twitter registrou aumento considerável no uso da plataforma, o que causou alguns problemas no acesso às postagens e mensagens diretas. O Telegram, concorrente do WhatsApp, também ficou mais lento durante a tarde.

 OUTROS PROBLEMAS

   Nos últimos dias, o Facebook enfrentou outros casos delicados. Na noite de domingo (3), um denunciante acusou a gigante da mídia social de priorizar o lucro em vez de reprimir o discurso de ódio e desinformação.

  Durante entrevista à emissora britânica BBC, uma ex-gerente de produto confessou ter sido ela a autora das denúncias que rechearam uma série de reportagens recentes do The Wall Street Journal, batizada de Facebook Files, revelando algumas práticas da empresa.

  Entre elas, uma lista VIP de celebridades e personagens famosos que estavam isentos das restrições impostas aos demais usuários.

  Na semana passada, também houve uma audiência no Senado dos EUA sobre os danos do Instagram à saúde mental de adolescentes.





0 comentários: