INVESTIMENTO TOP: BOLSAS CHANEL USADAS VALORIZAM 50% NO BRASIL!

18.10.21 Simone Galib 0 Comments

 


  Se você está precisando se capitalizar, o caminho é a bolsa, não a de valores, mas aquela Chanel que está em seu closet. Isso mesmo: as bolsas da marca valorizaram 30% na Europa e 50% no Brasil nos últimos cinco anos.

  Por isso, são um investimento com retorno atrativo e muita liquidez no mercado de artigos de grife de segunda mão.

  "Uma Double Flap, que custava R$ 30 mil em 2018, hoje é vendida por R$ 40 mil, ou até mais dependendo do seu modelo e estado", diz Leilane Sabatini, CEO do brechó de luxo Cansei Vendi, que tem um dos melhores acervos da Chanel no Brasil e vende mais de 120 peças de alta-costura.

  Nem o coronavírus conseguiu ofuscar a rentabilidade dos produtos da marca francesa. 

 Em 2020, a maison aumentou em mais de 25% o preço de seus produtos para proteção das margens de lucro, justamente por conta do coronavírus.

  E passou ilesa à crise, que derrubou a economia mundial. O valor da marca de Coco Chanel teve crescimento de 2%, passando a valer US$ 43,9 bilhões.

  Hoje, ocupa o segundo lugar na lista das 50 Mais Valiosas Marcas Francesas em 2021. O primeiro é da Louis Vuitton (US$ 59,83 bilhões).

 

Leilani Sabatini, que comanda o brechó de luxo desde 2013
 
  
  Apesar de liquidez garantida, o mercado de segunda mão tem suas regras e bons negócios dependem de alguns fatores, como os melhores modelos e o estado de conservação do produto.

  Ícones de alto padrão e de reputação inabalável, as bolsas de grifes são feitas para ter vida longa. "Se bem cuidadas, podem durar mais de 50 anos e render muito", diz Leilane. 

  Outra dica do brechó de luxo de luxo: aposte nos modelos mais clássicos, como a Double Flap, a Classic Flap ou a Boy, que têm valorização constante, sendo atrativas para investidores, colecionadores e fashionistas.

  A comprovação de autenticidade, com etiqueta e número de série, também é fundamental.

 Por isso, o Cansei Vendi tem um criterioso controle de qualidade, feito pela equipe e pela empresa americana Real Authentication, especializada em luxo.


0 comentários: