NOBEL DE MEDICINA PASSA LONGE DAS VACINAS CONTRA COVID E PREMIA PESQUISAS DE 1997!

4.10.21 Simone Galib 0 Comments

 

    Houve surpresa nesta segunda-feira, em Estocolmo, na Suécia, com o Prêmio Nobel de Medicina concedido a dois cientistas americanos que descobriram como o corpo humano converte as sensações físicas, como temperatura e toque, em sinais elétricos no sistema nervoso.

  David Julius e Ardem Patapoutian dividem o prêmio, deixando para trás os pesquisadores das vacinas contra a covid-19, que usam a pioneira técnica do mRNA.

  Segundo o comitê do Nobel, a descoberta dos vencedores abre caminho para novos tratamentos contra a dor, por meio de pesquisas que duraram mais de duas décadas.  

  Embora o trabalho seja de 1997, o comitê do Nobel entende que "agora é o momento certo para que seja reconhecido".

  "Isso mudou profundamente nossa visão de como sentimos o mundo. No ano passado, perdemos o sentido do tato, durante um abraço, por exemplo. Esses são os receptores que nos dão a sensação de calor e de proximidade", disse Abdel El Manira, do comitê. 

  O Nobel de Medicina de 2021 mostra que a ciência não tem pressa. Uma mensagem importante para os tempos atuais.






0 comentários: