BOLSONARO É ELEITO PERSONALIDADE DO ANO PELA REVISTA TIME!

7.12.21 Simone Galib 0 Comments

    O presidente Jair Bolsonaro foi eleito nesta terça-feira (7) por voto popular Personalidade do Ano pela revista norte-americana Time

   Único brasileiro indicado na lista da publicação, ele conquistou mais de 2 milhões de votos (24%), ficando inclusive à frente de Donald Trump, que terminou em segundo lugar.

  Em terceiro, ficaram os profissionais da saúde que combateram na linha de frente a pandemia e em quarto, o líder de oposição russo, Alexei Navalny. E em quinto, os cientistas que trabalharam nas vacinas contra a covid-19. 

   A Time vai divulgar no dia 13 de dezembro os resultados finais que, após a votação online, passam pelo crivo dos editores.

  Segundo a publicação, o título de Personalidade do Ano é concedido a personalidades "que mais afetaram as notícias e nossas vidas, para o bem ou para o mal".

  A exemplo do que faz boa parte da mídia brasileira, a Time não perdeu a oportunidade de alfinetar o presidente brasileiro, a anunciar que ele havia vencido a pesquisa dos leitores:

"O polêmico líder, que se candidatará à reeleição em 2022, está enfrentando uma desaprovação crescente sobre o modo como lida com a economia e enfrentou críticas generalizadas de políticos, tribunais e especialistas em saúde pública por minimizar a gravidade da COVID-19 e exibir ceticismo em relação à vacina", publicou a revista.


Brazilian President Jair Bolsonaro has won TIME’s 2021 Person of the Year reader poll. The controversial leader, who will stand for re-election in 2022, is confronting increased disapproval over his handling of the economy and faced widespread criticism by politicians, courts and public health experts for downplaying COVID-19’s severity and displaying skepticism around the vaccine.

   Vale lembrar que Bolsonaro é um dos únicos líderes mundiais que defendeu - e continua defendendo - desde o início as liberdades individuais do povo brasileiro diante da tirania que assolou o mundo durante a pandemia.

  E que não faltaram vacinas para ninguém no Brasil. Ao contrário, estão até sobrando.

   


 



0 comentários: