GOVERNO DOS EUA ALERTA QUE A BIOTECNOLOGIA DA CHINA INCLUI 'ARMAMENTO DE CONTROLE CEREBRAL'!

17.12.21 Simone Galib 0 Comments

 

  O governo dos Estados Unidos colocou na sua black list dezenas de institutos de pesquisa e empresas de tecnologia do setor privado da China.

  Eles são acusados de usar tecnologia como arma, tanto no país quanto no exterior, anunciaram os departamentos de Comércio e Tesouro americanos nesta quinta-feira (16). 

  Os EUA alertaram que essas entidades trabalham como parte de uma estratégia mais ampla do governo chinês para desenvolver e implantar biotecnologia, incluindo "armamento de controle cerebral" para eventual uso ofensivo a minorias étnicas muçulmanas, como os uigures.

  No total, 12 institutos de pesquisa e 22 empresas de tecnologia chineses foram impedidos de qualquer exportação ou transferência de tecnologia dos EUA, exceto em casos limitados com uma licença. O principal deles é a Academia de Ciências Médicas Militares da China e seus 11 institutos de pesquisa.

  As penalidades visam barrar a exportação de tecnologia dos EUA para esses projetos ou bloquear seu acesso ao sistema financeiro do país.

  "O foco da pesquisa da China nessas tecnologias não é único. O que é único é sua intenção declarada de transformar suas invenções em uma arma", disse o tenente-coronel da reserva Stephen Ganyard, ex-diplomata americano para assuntos militares, à ABC News.

  Essas invenções poderiam incluir "o material da ficção científica, como armamento controlado pelo cérebro" que permitiria "um comando chinês disparar uma arma com apenas um pensamento, não um dedo no gatilho", afirmou Craig Singleton, ex-diplomata dos EUA, que agora é membro adjunto da Fundação para a Defesa das Democracias, de Washington.

  Por enquanto, parece que a China concentrou seu suposto uso contra alvos domésticos, incluindo os uigures na província mais a oeste do país, conhecida formalmente como Xinjiang.

  "Empresas privadas nos setores de tecnologia de defesa e vigilância da China estão cooperando ativamente com os esforços do governo para reprimir membros de grupos étnicos e religiosos minoritários", disse Brian Nelson, alto funcionário do Departamento do Tesouro para terrorismo e inteligência financeira.

  Isso inclui o desenvolvimento de software de reconhecimento facial, computação em nuvem, drones e tecnologia GPS, entre outras ferramentas de inteligência artificial.

  Estima-se que entre um e quase dois milhões de uigures e outras minorias, como os cazaques, foram detidos em campos de "reeducação" em massa, onde são usados ​​como trabalho forçado e aprendem propaganda do Partido Comunista Chinês.

   Durante a Cúpula para a Democracia promovida por Joe Biden, na semana passada, países como Reino Unido, França e Austrália se comprometeram a bloquear as exportações de tecnologia semelhante para a China.







0 comentários: