CANADENSES MARCHAM NO PARLAMENTO E TRUDEAU VAI PARA ENDEREÇO SECRETO!

30.1.22 Simone Galib 0 Comments

    Debaixo de neve, o Canadá vive neste final de semana um protesto histórico: cerca de 50 mil caminhoneiros estão em frente ao Parlamento, na capital Ottawa, para protestar contra as vacinas obrigatórias e outras medidas de restrição adotadas com a pandemia.

   Eles se concentram em frente ao Parlamento, mas o primeiro-ministro Justin Trudeau deixou a residência oficial, indo com a família para um endereço desconhecido.

  Apesar de nenhuma cobertura pelos grandes veículos de comunicação, o grito de liberdade puxado pelo comboio dominou ao longo do sábado as mídias sociais. 

 O movimento, batizado de Freedom Comvoy (comboio pela liberdade) começou como um protesto contra os mandatos de vacinas necessários para cruzar a fronteira dos Estados Unidos. E ganhou força imensurável.

  Trudeau chegou a minimizar a iniciativa dos caminhoneiros ao longo da semana, chamando-os de "pequena minoria marginal" enquanto se deslocavam de Vancouver para Ottawa.

  Na sexta-feira, ele descreveu ainda as opiniões dos caminhoneiros como "anticiência, antigoverno e antisociedade", argumentando que eles representam um risco, não apenas para eles mesmos, mas também para outros canadenses.

  Em uma nota publicada nas redes sociais, um dos caminhoneiros rebateu, afirmando que:

  "Nós não somos contra a vacinação. Muitos de nós estamos vacinados, mas acreditamos que todo canadense deve ser livre para escolher, sem discriminações nem restrições. Não ao lockdown e às vacinas obrigatórias." 

  Até o momento, 82% dos canadenses com cinco anos ou mais foram vacinados contra a covid-19. Entre os adultos, o número é de 90%. A Canadian Trucking Alliance, um grande grupo do setor, disse que a grande maioria dos caminhoneiros do país está vacinada.  

FORTE ADESÃO

   Enquanto cruzava as estradas do país, o comboio recebeu apoio da população, com comida, gasolina, hospedagem e até arrecadação de fundos.

  Na capital, milhares de cidadãos se juntaram a eles em uma marcha pacífica, formada por famílias, mulheres batendo panelas e outros cidadãos que, além de estarem irritados com as restrições da covid, estão insatisfeitos com o atual governo. 

 Segundo a imprensa local, Trudeau saiu escoltado da residência oficial, abrigando-se com a família em endereço secreto.

  Pelo mundo, o comboio recebeu apoios importantes.

  O ex-presidente Donald Trump, em comício no sábado à noite no Texas, arrancou aplausos dos participantes ao dizer: "Queremos que os bravos caminhoneiros saibam que estamos com eles o tempo todo."

  Na quinta-feira, Elon Musk, fundador da Tesla e da Space X, postou no Twitter: "governo dos caminhoneiros canadenses".

  Os organizadores do movimento dizem que só deixarão o local quando os mandatos e restrições forem derrubados.

  Como será que vai terminar essa história?

  


 


   

  






0 comentários: