MUSK PODE DESISTIR DE COMPRAR O TWITTER? ENTENDA O IMPASSE!

6.6.22 Simone Galib 0 Comments

     Mais um capítulo na compra do Twitter por Elon Musk: o bilionário diz que pode declinar do negócio depois que a plataforma teria se recusado a divulgar detalhes sobre contas falsas. 

   O Twitter divulgou um comunicado, afirmando que planeja "efetivar a transação com os termos do acordo de fusão" e "continuará a compartilhar informações cooperativamente" com Musk. O preço do negócio é de US$ 44 bilhões.

   Musk, no entanto, acusa a empresa de "resistir e frustar" seu direito a informação sobre páginas de spam na plataforma e diz que "se reserva todos os direitos de rescindir o acordo de fusão." 

  A gigante de mídia social argumentou, no início do processo, que já havia enviado todos os detalhes necessários, mas Musk não ficou satisfeito. Ele quer saber, por exemplo, como eles encontram contas de robôs.

  Diante desse primeiro impasse, Musk suspendeu temporariamente o acordo em maio, enquanto dizia investigar as contas falsas.

  Para o bilionário, os bots de spam podem representar pelo menos metade dos usuários do Twitter, estimativa dez vezes maior do que as estatísticas oficiais da empresa.

  Ele postou na própria plataforma no mês passado que "não pode avançar" com a compra até receber os dados solicitados.

  Ainda durante todo esse processo, os outros empreendimentos de Musk - a Tesla e o SpaceX - também sofreram os efeitos da eventual aquisição bilionária. As ações despencaram pelo receio dos investidores de que ele não possa fazer malabarismo para gerir todos os negócios.

  Nesta segunda-feira (6), Musk, por meio de seu advogado, enviou uma carta à diretora jurídica do Twitter, Vijaya Gadde, afirmando que os termos do contrato exigem que a plataforma forneça os dados solicitados, que ele pediu desde 9 de maio.

   

"Musk tem o direito de buscar, e o Twitter é obrigado a fornecer informações e dados para qualquer propósito comercial razoável relacionado à consumação da transação'", diz a carta.

   O bilionário acredita que o Twitter estaria se recusando de forma transparente a cumprir suas obrigações sobre o acordo de fusão, o que estaria causando mais suspeitas de que a empresa esteja retendo os dados pela preocupação com a análise independente de Musk.

   Em resposta à carta, veio o comunicado do Twitter:

  "Acreditamos que este acordo é do melhor interesse de todos os acionistas. Pretendemos fechar a transação e fazer cumprir o acordo de fusão no preço e nos termos acordados."

  Vale lembrar ainda que o acordo de venda do Twitter permite que Musk deixe o negócio caso haja um “efeito adverso material” causado pela empresa. 

0 comentários: