NEW YORK TIMES ENTRA COM AÇÃO CONTRA DONA DO CHAT GPT E A MICROSOFT!

27.12.23 BLOG SIMONE GALIB 0 Comments

  O The New York Times entrou com uma ação contra a OpenAI, dona do chat GPT, e a sua parceira Microsoft, para impedir que os chatbots parem de ser treinados com o conteúdo do jornal, protegido por direitos autorais. 

  Na ação impetrada no tribunal federal de Manhattan, o Times afirma que a OpenAI e a Microsoft avançam o sinal com sua tecnologia, "para criar produtos de inteligência artificial que competem com o próprio Times".

  Na ação, o jornal argumenta ainda que a Microsoft e a OpenAI “procuram aproveitar os enormes investimentos do The Times em seu jornalismo”, usando-os para construir produtos sem pagamento ou permissão.

  Essa batalha judicial promete ganhar força em 2024: outras empresas de comunicação social e editores tentam impedir a OpenAI de usar material protegido por direitos autorais.

  A empresa já foi processada por vários escritores. Eles afirmam que os seus livros foram usados para treinar os modelos de IA da OpenAI sem a sua permissão.

 Segundo a Associated Press, em junho último mais de 4 mil escritores assinaram uma carta aos CEOs da OpenAI, Google, Microsoft, Meta e outros desenvolvedores de IA, acusando-os de práticas exploratórias na construção de chatbots que imitam a sua linguagem, estilo e ideias.


COMO FUNCIONA

   O material online, incluindo conteúdo produzido por organizações de notícias, é o celeiro que abastece as empresas de inteligência artificial para treinar chatbots de IA generativos.

  Formas de linguagem, livros digitais e manuais de instrução produzidos por humanos também são coletados. Assim, "aprendem" a dominar a gramática e a responder perguntas, o que não significa que acertem todas.

   O setor de IA está em franca expansão e as empresas vêm atraindo milhões em investimentos.

   A Microsoft é a maior patrocinadora da OpenAI e já investiu bilhões de dólares na empresa desde que a parceria começou, em 2019. Aliás, o investimento inicial foi de US$ 1 bilhão.

 Os supercomputadores da Microsoft ajudam a impulsionar a pesquisa de IA da OpenAI e a gigante tecnológica integra a tecnologia da startup nos seus produtos.





0 comments: