VIOLÊNCIA NO PARAÍSO: JAMAICA E BAHAMAS GANHAM COMUNICADOS DE ALERTAS A TURISTAS!

31.1.24 BLOG SIMONE GALIB 0 Comments

 

    Já foi o tempo em que viajar para o Caribe era sinônimo de férias no paraíso. As ilhas continuam maravilhosas, com aquele mar de tons inconfundíveis, mas a vida dos turistas está ameaçada pela violência urbana.

  O Departamento de Estado dos EUA acaba de emitir um alerta de viagem severo para a Jamaica: ali houve 65 assassinatos em janeiro de 2024, uma das mais altas taxas de homicídios do Hemisfério Ocidental em vários anos.

  A embaixada americana no país caribenho elevou o aviso para o nível 3, que representa "reconsiderar viagens" e fica apenas um nível mais baixo do mais grave em países que oferecem riscos aos turistas americanos.

  Os crimes ficaram tão generalizados que os turistas nem sequer estão seguros no abrigo de seus resorts, diz a embaixada.

  O alerta afirma que "crimes violentos, como invasões de domicílios, assaltos à mão armada, agressões sexuais e homicídios são comuns. As agressões sexuais ocorrem com frequência, inclusive em resorts com tudo incluído”.

 Ainda segundo a nota, “a polícia local muitas vezes não responde de forma eficaz a incidentes criminais graves. Quando são feitas prisões, os casos raramente são processados até uma sentença conclusiva”.

  Este foi o segundo alerta de viagem do Departamento de Estado dos EUA envolvendo um país caribenho em apenas cinco dias.

Nassau, capital das Bahamas, que entra em nível de cautela


    Nem as Bahamas, com seus resorts exclusivos e paradisíacos, escapam. A ilha também foi colocada em nível 2, que significa "exerça maior cautela".

  A embaixada americana nas Bahamas recomenda aos americanos para se manterem discretos durante sua visita ao país e a não reagirem caso sejam vítimas de um crime.

  A ilhas (a 45 minutos de voo de Miami) foram classificadas como inseguras para os turistas em meio a 18 assassinatos, que seriam principalmente motivados pela violência de gangues, ocorridos em janeiro.

  No comunicado, a embaixada americana diz que "assassinatos ocorrem a qualquer hora do dia nas ruas". E recomenda "extrema cautela" na zona leste de Nassau, capital das Bahamas.

  Nós, brasileiros, sabemos muito bem o que é viver num país de extrema insegurança pública. De qualquer forma, fica a dica de não abaixar a guarda -nem mesmo nas férias no Caribe!  





0 comments: