GERAÇÃO Z QUER TRABALHO HÍBRIDO, PERTO DE CASA E COM QUALIDADE DE VIDA, DIZ ESTUDO!

28.2.24 BLOG SIMONE GALIB 0 Comments

     Os jovens não estão dispostos a abrir mão de sua qualidade de vida e do convívio com amigos e familiares quando o assunto é trabalho. E o modelo híbrido é o queridinho da Geração Z, que deve representar mais de um quarto da força de trabalho global até 2025.

  Uma recente pesquisa mostra que, graças ao modelo de trabalho híbrido, 85% desses jovens desejam estar em um escritório perto de casa. Um outro estudo também revelou que, para outros 77%, um local mais próximo de onde moram era requisito obrigatório para a próxima mudança de emprego. 

  Assim, as empresas cada vez mais respondem à demanda dos funcionários, adotando o modelo hub and spoke, que reduz o tamanho do seu escritório principal e utiliza outros mais perto das casas dos seus funcionários.

  Esses dados constam da pesquisa The Future of Work: a trends forecast for 2023 (|o futuro do trabalho e as tendências para 2023), realizada pelo IWG, líder global para soluções de trabalho híbrido.

 Como benefícios do trabalho híbrido, a Geração Z destaca:

  76% querem equilíbrio entre vida pessoal e trabalho;

  52% a possibilidade de passar mais tempo com amigos e familiares

  47% economizar dinheiro viajando em dias menos movimentados

  30% desfrutar de férias mais longas 


O QUE BUSCAM ESSES JOVENS?

  •   Cerca de 2/3 deles disseram que se interessariam mais em se candidatar a um emprego com horário flexível.

  Outros 36% afirmaram que procuram um emprego com divisão uniforme entre trabalho presencial e remoto, enquanto 14% querem totalmente remoto. 

  A maioria deles também diz ser atraída por benefícios financeiros e de bem-estar, como programas de aposentadoria e inscrições em academias.

 O estudo do IWG mostrou ainda que 75% dos CEOs entrevistados esperam que suas empresas continuem operando em um modelo de trabalho híbrido nos próximos cinco anos.

  Uma revolução no mercado tradicional de trabalho!


  •                                                                                   

0 comments: